Adotar ou não o sobrenome do cônjuge? Como fica o Currículo Lattes

O dilema e a dúvida de muita gente quando chega a hora de casar é adotar ou não o sobrenome do cônjuge.

Afinal, batalhamos na vida acadêmica, publicamos e como fica?

Mudar o sobrenome vai dar realmente muita dor de cabeça como muita gente pensa?

Esse é um assunto bastante simples e que falta informação.

Começamos lembrando que é possível o homem adotar o sobrenome da mulher, a mulher do homem, ou ambos acrescentarem.

Embora a tradição tenha reforçado que a mulher é quem deve adotar o novo sobrenome isso não é regra!

Nem prova de amor.

Dito isso, vamos as perguntas mais comuns.

Se adotar o sobrenome do meu cônjuge vou perder tudo que já escrevi e meus diplomas?

Não.

Tudo continua válido!

Em concursos é só apresentar os diplomas e publicações junto com a certidão de casamento.

Então como fica se eu resolver adotar o sobrenome?

Você vai ter um novo sobrenome para acrescentar às suas citações bibliográficas.

Na plataforma Lattes, principal banco de dados de pesquisadores brasileiros, é aceito mais de um tipo de citação.

Você deixa o seu nome como era citado quando solteiro e adiciona a nova forma de citação.

O mais comum é adicionar o novo sobrenome após o outro, ligados por um hífen.

Por exemplo, SOUZA-SILVA, N. B. será a nova forma de citação para quem era SOUZA, N. B.

Você poderá ser citado por qualquer uma das duas formas.

Posso acrescentar o sobrenome mas não adotar nas citações?

Pode também! Essa é uma outra possibilidade.

Você pode adotar o sobrenome do cônjuge nos documentos e manter as suas citações com o nome de solteiro.

Ah mas não dá problemas?

Seu currículo é vinculado ao seu CPF, portanto é possível comprovar que você é você sem maiores problemas.

Basta apresentar a certidão de casamento.

Posso não mudar de sobrenome?

Pode também.

Essa, inclusive tem sido uma prática muito comum atualmente.

Muda-se o estado civil sem alterar o nome.

Essa escolha – de alterar ou não o sobrenome – é uma decisão pessoal.

Se você considera importante, faça.

Se não considera, não faça.

Afinal, o currículo e o trabalho são apenas uma parte (árdua) da vida da gente.

E tudo se ajeita!

Até porque não há nenhuma regra ou norma a ser seguida em relação a nomeação de um autor.

Mas vale a ressalva de que é importante criar uma identidade.

Ou seja, evite muitas mudanças na forma de citação.

By |2018-07-12T21:13:59+00:0013-07-2018|debates|6 Comments

About the Author:

Autora dos blogs Ponto Didática e Ponto Biologia, é graduada em Ciências Biológicas (licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais e mestre em Ciências (ênfase em Ensino de Biologia) pela Universidade de São Paulo.

6 Comments

  1. Marcelo 02.09.18 at 21:42 - Reply

    Olá, Teresa! Excelente texto!

    Me deparei com esta situação recentemente. Me graduei em Enfermagem há alguns anos, porém, não exerço mais a profissão. No entanto, minhas publicações acadêmicas/ profissionais tinham o meu nome de solteiro. Quando casei, adotei o sobrenome da mina esposa, e ela o meu sobrenome.
    Recentemente, voltei a fazer outra graduação. Minha dúvida foi exatamente esta: “como ficariam as minhas novas publicações?”.
    Particularmente, gosto muito do meu último sobrenome, e gostaria de mantê-lo em publicações futuras. Logo, eu consigo manter o meu nome de “solteiro” nas publicações sem nenhum problema? Omitir o novo sobrenome não teria nenhum tipo de problema?

    Desde já agradeço pela atenção.

    Um abraço,

    Marcelo Ribeiro

    • Teresa Nunes 03.09.18 at 13:16 - Reply

      Olá Marcelo,
      Sim, consegue. Essa é uma pratica comum e não dá problemas. Em casos de questionamento é só apresentar a certidão de casamento, já que consta seu nome de solteiro e de casado, comprovando sua identidade.

  2. Caio 26.09.18 at 16:13 - Reply

    Olá Teresa e no caso de reconhecimento de Paternidade, se aplica desta forma também ?

    • Teresa Nunes 26.09.18 at 16:43 - Reply

      Olá Caio,
      Sim, também. Você pode escolher como quer ser citado. No caso, para comprovação pode ser apresentado a certidão anterior (que não consta o pai) e a nova.

  3. Denielly 04.10.18 at 10:18 - Reply

    Ei!
    E quando é adicionado mais de um sobrenome?
    Atualmente sou citada como Menezes, mas vou adicionar Casagrande da Silva. Gostaria de ser citada como Menezes-Casagrande porque é mais marcante e é o sobrenome mais conhecido do meu noivo… Mas fico sem saber o que fazer com o Silva que “sobra” na frente…

    • Teresa Nunes 04.10.18 at 16:31 - Reply

      Olá Denielly,
      Você pode escolher qual usar. Adicione as formas de citação no Lattes (no caso Menezes e Menezes-Casagrande).

Leave A Comment