Pós-graduandos x férias: uma relação possível?

Em clima de ano novo, 2014 começando, e você pós-graduando: o que está fazendo lendo este texto relacionado à pós-graduação? Não acredito, não está de férias ainda?.

Pois é sobre isso mesmo que discutiremos nesse post: elas, as tão desejadas, as férias de nós pobres seres pós-graduandos. Contamos os semestres, as semanas, os dias, as horas… E, enfim dezembro chegou, “então é natal, ano novo também… ops e o que você tem?” Uma bela dissertação ou tese para defender, terminar a escrita, fazer tudo o que não fez nos dois semestres do ano, será?

Bom, isso depende de inúmeros fatores, que certamente não é o foco dessa discussão. Férias na porta, é comum o sentimento de alegria misturado a uma ‘pitada’ de reclamações do tipo “ah, ainda tenho que resolver algumas pendências relacionadas à pesquisa”, ou, “vou aproveitar descansar, viajar, e esquecer minha dissertação ou tese” (será que isso é possível? Bom, fica a dica para uma boa tese, créditos a esse post é claro).

Para não perder o costume, vamos ao dicionário, férias: descanso, repouso, “dias consecutivos, após um período de trabalho ou atividades, destinados ao descanso de trabalhadores, estudantes”, em outros dizeres, seria o tempo que você leitor pós-graduando poderia descansar, “ficar de boa”, livre da dissertação ou tese, mas, como podemos perceber optei por escrever “seria o tempo”, o que pode revelar que talvez férias para nós não resulte somente em: férias = praia, lazer, descanso, rede…

Aqui podemos dizer a verdade, somente a verdade, afinal “somos farinha do mesmo saco”, queremos férias sim, para um adeus a tudo que nos lembre de nossos projetos, porém, uma verdade – chegando as férias e contaminados pela vida maluca da pós-graduação, temos saudades, ou melhor, não conseguimos ficar “off” do objeto, da dissertação, tese, quem está assim, já está “doente”.

Mas, voltando ao título do texto, certamente cabe a cada um a forma de administrar o período destinado às férias. É possível vivermos esse período de forma feliz, leve e produtiva, para variar resta elencarmos os benditos objetivos e um planejamento adequado para esse momento.

Pois, precisamos sim de tempo para descanso, para nós mesmos, para carregarmos as energias para um novo ano cheio de orientações, artigos, leituras, escritas (realidade não é?).

E, ao mesmo tempo, muitos de nós pós-graduandos precisará correr, aproveitar o máximo esse tempo para continuar na rotina da pesquisa, com intuito de deixar tudo em dia, ou adiantar o trabalho de 2014, outros tentarão equilibrar, descansando e depois estudando, ou para aqueles super adiantados, se não estão em extinção, estes sim mergulharão nas férias de verdade (claro, poderão sentir saudades e talvez não aturando o tédio de não produzir uma lauda, poderão retomar as atividades… probabilidade, não é?).

Resumindo, pessoal, podemos traçar algumas relações possíveis entre pós-graduandos x férias:

1. Férias = descanso+descanso  = pós-graduando super-herói (será que existe?)

2. Férias = estudar+estudar  = pós-graduando relativamente apertado nos prazos

3. Férias = estudar+descansar  = pós-graduando normal? (ele estuda para não perder o costume e descansa para sobreviver)

4. Férias = descansar+estudar    = idem anterior

Quer saber a ordem dos fatores não altera o produto, ou melhor, vamos problematizar isso, talvez, sim, não sei, será, não, fundamente….

Férias, precisamos de você sua linda!!!

Ah estou de férias, licença, pois preciso pensar o que farei ainda.

Boas férias para todos(as) e que 2014 seja um ano repleto de conquistas, muitos artigos publicados, aprovações, bancas maravilhosas, e que o valor da bolsa aumente (junto com o número de bolsas), e que o conhecimento permita a formação de pesquisadores mais comprometidos. Enfim, que nossos títulos expressem a busca de nossos sonhos por um mundo mais justo, solidário e fraterno, e não uma corrida desenfreada maquinada por uma lógica irreformável, a ponto de não sabermos o que afinal queremos.

By |2016-01-14T15:23:52+00:0007-01-2014|debates|0 Comments

About the Author:

Paranaense e graduada em Pedagogia. Atualmente é Mestranda em Educação.

Leave A Comment