O monstro da procrastinação

Assim como eu, você tem um monte de coisas para fazer: textos para ler, um artigo para escrever, emails importantes para responder, casa para limpar (porque a vida não está fácil para ninguém)?

E nessa hora o que você sente é aquela vontade de conferir a última novidade do Facebook? Ou de ver um vídeo no YouTube, passar aquela fase do Candy Crash ou ainda tirar aquela soneca boa no meio da tarde?

Quem nunca?

Infelizmente a perfeita consciência disso, não faz as coisas acontecerem como num passe de mágica. É preciso muito mais que força de vontade para deixar o monstro peludo da procrastinação de lado e fazer aquilo que realmente é necessário.

Vou falar de cinco estratégias que tenho adotado e que tem me ajudado nesta batalha diária contra este monstro terrível:

1. Listas
Faça uma lista de tudo o que precisa ser feito no dia e selecione aquelas que são prioritárias. Não se esqueça de listar até mesmo aquelas atividades consideradas mais “chatas” mas que são importantes.

Eu sei que muita gente já faz isso, mas a necessidade de planejar o dia a dia só surgiu quando eu percebi que não tinha tempo suficiente para fazer tudo o que precisava. Este hábito facilita e muito a minha vida. Já que tenho que me dividir entre o mestrado, a monitoria, o cuidado com a casa, família.

Costumo toda noite antes de ir dormir fazer uma lista de tarefas para o dia seguinte na minha agenda. Você pode usar o bloco de notas no celular, o Evernote no computador ou a ferramenta que melhor se adeque a sua rotina.

Com a lista de atividades em mãos, fica mais fácil visualizar o que precisa ser feito. Se não sabemos exatamente o que fazer, vamos deixar para mais tarde e aí a procrastinação vai tomar conta.

2. Objetivos claros
É claro que sem força de vontade, não fazemos nada nessa vida, mas para agirmos precisamos ter claro quais são os nossos objetivos.

Por que é importante fazer o fichamento do texto X? É importante porque vou utilizá-lo para a produção do meu artigo. Por que ler o livro Y? Porque ele será discutido na próxima aula. E assim por diante.

Dessa forma, até mesmo as tarefas mais simples e corriqueiras acabam sendo resignificadas e a partir daí não serão mais ignoradas.

3. Prazos pré-estabelecidos
Ao sabermos a data de uma prova, nos descabelamos e começamos a estudar desesperados, não é mesmo? Nada como uma boa pressão para nos mexermos rapidinho. Então, é preciso estabelecer prazos para as tarefas a serem realizadas e depois determinação para cumpri-los.

Você tem que ler um texto X para a aula? Defina um prazo para realizá-lo. Precisa escrever um artigo? Estabeleça uma data para terminá-lo. Você precisa preparar uma apresentação para um seminário? Determine o dia que precisará concluí-lo. E por fim, cumpra os prazos e você se sentirá feliz por ter conseguido vencer mais uma batalha contra este monstro.

4. Fuja das Distrações
Você já percebeu que é só iniciar uma tarefa importante como escrever o projeto do mestrado, terminar a leitura de um livro, estudar para a prova que tudo ao redor acaba distraindo a nossa atenção?

Uma hora é o facebook, outra é whatsapp, SMS, emails, TV e assim por diante. E essas pequenas distrações consomem tanto do nosso tempo que no final acabamos não fazendo nada do que nos propomos a realizar.

Largue tudo, que isso não te pertence mais. Pelo menos nos horários que você estabeleceu para cumprir as suas tarefas.

Eu mesma tenho que aplicar a Técnica Pomodoro para conseguir me concentrar de verdade. Essa técnica é bem simples, você coloca um despertador (eu coloco o timer da cozinha ou então, o despertador do celular) para tocar em 25 minutos, enquanto isso você realiza uma tarefa e não faz outra coisa neste tempo. Se lembrar de algo, anote num papel, mas depois continue sua tarefa até terminar o tempo.

Pronto! Você perceberá que priorizar uma tarefa só é melhor do que tentar realizar várias ao mesmo tempo e não conseguir concluir nenhuma.

Depois dos 25 minutos, descanse 5 e faça as coisas que estavam pendentes.
Você verá uma grande diferença na sua rotina.

5. Recompensa
Apesar de soar um pouco estranho, a recompensa é a motivação para muitas pessoas cumprirem as tarefas necessárias.

Seria mais ou menos o seguinte, você se propõe a fazer determinada atividade e como forma de realizá-la, promete a si mesmo uma recompensa no final.

Embora nem todo mundo concorde com ela, acho que é uma estratégia para nos motivarmos a realizar as tarefas mais difíceis ou mais “chatas”.

Espero que estas dicas ajudem vocês a evitar a procrastinação.

By |2018-12-06T01:56:16+00:0025-09-2015|guia|17 Comments

About the Author:

Paulistana, colecionadora de histórias e amante de coisas inúteis. Mestranda em Letras, especialista em Linguagens da Arte, formada em Letras (USP), professora há dez anos e escritora quando sobra um tempo. Edita a página Salve Ferris – O pesquisador, onde mostra um pouco as angústias da vida acadêmica.

17 Comments

  1. Lucas Silveira 25.09.15 at 09:27 - Reply

    É um monstro mesmo…

  2. Tão eu ultimamente! kkkkk

  3. Solano Dickel Dias 25.09.15 at 09:41 - Reply

    nem me fala tenho 15 artigo aberto aqui e eu escrevendo aqui..

  4. Perla Couto 25.09.15 at 09:56 - Reply

    Apesar dos pesares no final tudo dá certo, mesmo que na pressão, já que jogamos o tempo que tínhamos no ócio. =D

  5. Alberto Galdino 25.09.15 at 10:10 - Reply

    Grey’s Anatomy, The Big Bang Theory, Flash, The Blacklist curtiram isso :v

  6. Welton Pereira 25.09.15 at 10:43 - Reply

    Eu. Agora.

  7. Daniele Fernandes 25.09.15 at 11:02 - Reply

    Pior pra quem tem tdah rsrs

  8. Ops, voltando ao trabalho em 3, 2, 1,…

  9. Um fantasma que raramente me assombra, graças a Deus.

  10. Carol Schneider 25.09.15 at 20:00 - Reply

    Eu anoto tudo que preciso fazer, seja revisar um artigo ou ir ao mercado, mas eu faço várias coisas ao mesmo tempo, não sei trabalhar por parte. Essa semana mandei um artigo pra uma revista e comecei a ler dois livros, de um deles já comecei outro artigo, e do outro voltei para minha dissertação pra melhora – lá para publicar. Faço lista de próximos artigos, próximas palestras, possíveis temais para a tese de doutorado. Tudo isso enquanto cuido do meu filho e da casa…..ehehe. …E pra mim dá super certo…. O importante é cada um achar seu método de trabalho.

  11. Jordan Junqueira Souza 03.10.15 at 14:25 - Reply

    Tô com uma tonelada de coisas pra estudar e ler, mas tem o Doom na minha frente hahahahahahahhahahaha

  12. Laércio Morais 04.03.16 at 09:21 - Reply

    Belíssimo texto, desmistifica o clichê de que é preciso mais de 24h para se realizar todas as atividades cotidianas. Que nada! Organização é a palavra chave para se alcançar o sucesso e fugir da procrastinação.

Leave A Comment