• Governo vai reajustar os valores das bolsas de pós-graduação

Governo vai reajustar os valores das bolsas de pós-graduação

O ministro da educação, Aloizio Mercadante, afirmou nesta terça-feira, 3, que vai reajustar os valores das bolsas oferecidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). “Temos que construir um reajuste das bolsas da Capes o mais rápido possível, para corrigir a defasagem”, enfatizou, durante entrevista dada a correspondentes estrangeiros em Brasília.

Na visão do ministro, o programa Ciência sem Fronteiras – de intercâmbio e mobilidade internacional – não faz sentido sem a devida recomposição dos valores das bolsas no país e no exterior. Hoje, no Brasil, as de mestrado estão em R$ 1,2 mil; de doutorado, em R$ 1,8 mil; pós-doutorado, R$ 3,3 mil, e professor visitante nacional sênior, R$ 8,9 mil. No exterior, o valor varia conforme o país, a modalidade e a condição familiar.

O último reajuste de bolsas de pós-graduação no país ocorreu em junho de 2008, quando as de mestrado passaram de R$ 940 para os atuais R$ 1,2 mil e as de doutorado de R$ 1,3 mil para R$ 1,8 mil. Entre 2004 e 2008, houve três aumentos, em que as bolsas obtiveram reajuste de 67% sobre os valores de 2002.

Nos últimos quatro anos, a Capes expandiu o Sistema Nacional de Pós-Graduação e aumentou a oferta de bolsas. Em 2008, havia cerca de 40 mil bolsistas no país; em 2011, esse número saltou para 71 mil, o que representa um crescimento de 75%.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Capes

By |2018-12-06T01:56:48+00:0004-04-2012|notícias|20 Comments

About the Author:

Criador e editor de conteúdo do blog, é portador de uma imaginação hiperativa e de uma necessidade patológica de estar sempre bem-humorado. Acredita que a Pós-Graduação, como tudo na vida, pode ser interessante, divertida e descomplicada.

20 Comments

  1. Carolina Borges 04.04.12 at 10:46 - Reply

    Finalmente. O que era um dever fica parecendo que é um favor. Agora é cumprir, Sr. Mercadante. A comunidade científica brasileira agradece!

  2. Lucas 04.04.12 at 10:48 - Reply

    Até que enfim!! Que venha logo esse reajuste…  

  3. Pelo que tem na matéria, o ministro não falou nada mais do que já se sabe. Precisamos de ações para resolução. Ele precisa responder quando e de quanto será o aumento.

  4. Jailton A. Louzada 04.04.12 at 11:00 - Reply

    A pergunta que todos querem saber: Quais serão os valores/percentuais de reajuste dessa vez? 

  5. Será que isso vai valer para as bolsas do CNPQ também?

  6. Sanna 04.04.12 at 11:42 - Reply

    Aproveita e reajusta aqueles valores ridículos do Ciência sem Fronteiras, quem sabe assim os estudantes não vão precisar lavar pratos nas horas vagas pra poder sobreviver no exterior.

  7. Jaderson O Silva 04.04.12 at 11:44 - Reply

     será verdade??? só acredito depois de ver o dinheiro na conta… faz tempo já que o valord essas boslas está desatualizados.. acho que a de mestrado deveria ser no mínimo 1500 reais, pois é o mínimo que se precisa pra poder estudar tranquilamente. lembrando que que tem bolsa CAPES NÃO PODE TRABALHAR (vínculo empregatício)

    • Ana Carolina Silva Biscalchin 04.04.12 at 12:19 - Reply

      Jaderson, pode trabalhar sim, tendo em vista a própria defasagem e como forma de incentivar alguns alunos de cursos específicos, onde o ganho financeiro no mercado de trabalho está muito acima do valor das bolsas (engenharias por exemplo), a CAPES decidir autorizar o exercício de atividade remunerada. Mas fica a critério de cada programa de pós-graduação estabelecer normas 

  8. André 04.04.12 at 11:56 - Reply

    O legal é que dizem “o mais rápido possível”. Na minha cabeça funciona algo como: “parem de encher o saco, vamos dar o aumento; não sei quando, não sei quanto. Esperem sentados.”. 🙂

  9. Gláucia Almeida 04.04.12 at 12:08 - Reply

    Que venha logo! Que isso não seja mais um boato com o objetivo de calar a boca da sociedade cientifica que para viver um pouco melhor, necessita deste reajuste… 

  10. Jéssica Viana 04.04.12 at 12:18 - Reply

    Só falaram isso para conter o nosso protesto… temos que continuar forçando e protestando até vir respostas mais claras e decisivas de “quando” e o “quanto”. E temos que parar apenas quando na conta de cada pós-graduando da Capes e CNPq venha o desejado. 

  11. Roberto Lima 04.04.12 at 12:24 - Reply

    E as bolsas do CNPq?

  12. Derek 04.04.12 at 12:51 - Reply

    que alguem me fale quando isso  vai aconteçer, e quanto?, 

  13. Debora 04.04.12 at 13:44 - Reply

    O que significa “o mais rápido possível?”

  14. Eu 04.04.12 at 14:02 - Reply

    Agora quando? E quanto? Em agosto né? (agosto de Deus…rsrsrs)

  15. Reinaldonovo 04.04.12 at 14:06 - Reply

    Me sinto um pedinte

  16. Jaquelinemoraes111 04.04.12 at 14:21 - Reply

    Só acredito vendo

  17. Fernando 05.04.12 at 00:27 - Reply

    É, mas na minha universidade bolsista não pode trabalhar.

  18. Angel Costa 16.04.12 at 17:34 - Reply

    E é para quando e quanto?

  19. GERVASIO RAITONE 13.05.15 at 15:07 - Reply

    Acreditarei vivendo de perto, quando eu estiver incluso.

Leave A Comment