• Bolsas de mestrado e doutorado da Capes e do CNPq terão novo reajuste em abril

Bolsas de mestrado e doutorado da Capes e do CNPq terão novo reajuste em abril

As bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado ofertadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) terão reajuste de cerca de 10% sobre o valor atual. O pagamento com os novos valores será feito a partir de maio.

A partir de 1º de abril, a bolsa de mestrado passará de R$ 1.350 para R$ 1.500, a de doutorado, de R$ 2.000 para R$ 2.200, e por fim, a bolsa de pós-doutorado será reajustada de R$ 3.700 para R$ 4.100. Este é o segundo reajuste em menos de um ano. Em maio de 2012, o governo federal também concedeu um reajuste de 10% para mestrandos, doutorandos, pós-doutorandos e alunos de iniciação científica.

Segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o novo reajuste faz parte da política para aumento do número de mestres e doutores na educação superior. “O reajuste de bolsas é fundamental para estimular jovens talentos”, salientou.

Nos últimos quatro anos, a Capes expandiu o Sistema Nacional de Pós-Graduação e aumentou a oferta de bolsas. Em 2008, havia cerca de 40 mil bolsistas no país. Em 2011, foram concedidas 72.071 bolsas de pós-graduação e 30.006 no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid). Em 2012, foram mais de 127 mil bolsas em todas as modalidades. Já o CNPq, em todas as modalidades, no mesmo período, aumentou a oferta de bolsas de 63 mil para cerca de 81 mil.

Qualificação – A bolsa é um instrumento para viabilizar a execução de projetos científicos, tecnológicos e educacionais nas pesquisas e projetos apoiados pelos ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

O MEC e o MCTI, por meio da Capes e CNPq, mantém programas de qualificação na educação superior, entre eles, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e o Ciência sem Fronteiras, que concede bolsas no exterior para alunos de graduação em cursos das áreas de exatas.

Antes do reajuste do ano passado, o último reajuste de bolsas de pós-graduação no país havia sido em junho de 2008, quando as de mestrado passaram de R$ 940 para R$ 1,2 mil e as de doutorado de R$ 1,3 mil para R$ 1,8 mil. Entre 2004 e 2008, houve três aumentos, em que as bolsas obtiveram reajuste de 67% sobre os valores de 2002.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MEC

By |2018-12-06T01:56:42+00:0029-03-2013|notícias|45 Comments

About the Author:

Criador e editor de conteúdo do blog, é portador de uma imaginação hiperativa e de uma necessidade patológica de estar sempre bem-humorado. Acredita que a Pós-Graduação, como tudo na vida, pode ser interessante, divertida e descomplicada.

45 Comments

  1. Anderson Arndt 29.03.13 at 11:30 - Reply

    Bem no 1º de Abril? Hmmmm, sei não

  2. Paula Amorim 29.03.13 at 11:33 - Reply

    No caso, a bolsa que receberemos no terceiro dia útil (ou quinto, não lembro) do mês de Abril já virá com reajuste, ou isso só virá em maio porque será empenhado em Abril?

    • posgraduando 29.03.13 at 11:37 - Reply

      Paula, a bolsa de um mês é paga no mês no seguinte. Em abril você estará recebendo a bolsa de março. Assim, como o reajuste foi realizado em abril, os novos valores serão depositados apenas a partir de maio.

  3. João Farias 29.03.13 at 11:34 - Reply

    Viva! hahaha

  4. Samuel Felício 29.03.13 at 11:43 - Reply

    E as bolsas de I. Científica? Previsão de aumento???

  5. disqus_9llwB5Uc63 29.03.13 at 11:53 - Reply

    Mas e aqueles 30%? A promessa não era 10% em julho 2012 e 30% no inicio de 2013 (que na verdade acaba sendo no meio do ano)?

    • André Gonçalves 30.03.13 at 06:44 - Reply

      Nunca existiu nada de 30%. O aumento anunciado foi esse mesmo.

  6. Hélder Almeida 29.03.13 at 11:55 - Reply

    Quanto às bolsas estaduais (FAPESB, FAPESP, FAPERJ, etc.) há alguma informação sobre reajuste?

    • posgraduando 29.03.13 at 12:01 - Reply

      Quando a bolsa da agência estadual é paga com os recursos da Capes e do CNPq, e a agência estadual é apenas uma “intermediária”, a bolsa terá o reajuste. Agora quando a bolsa é paga com recursos próprios da agência estadual, aí cada agência tem autonomia para decidir por reajustar ou não.

    • Natália 29.03.13 at 17:16 - Reply

      A Fapesp vai aumentar tb!!!

  7. Gabriel Neto 29.03.13 at 12:03 - Reply

    Olha, muito legal. Hoje faço mestrado, mas quando fiz graduação, fui bolsista Pibic durante 02 anos e sei o quanto foi importante na minha formação e também como ajuda financeira.

    Existem outros programas não citados no post, como, por exemplo, o PLI (Programa de Licenciaturas Internacionais) da Capes, que inclusive está com vagas abertas para estudantes de licenciatura irem para a França. O Pibid (tema da minha dissertação) conta, hoje, com mais de 50 mil bolsas em todo o Brasil. É evidente que o país está investindo nas universidades, mas, no caso dos cursos de formação docente, isso nada adianta sem uma valorização do profissional após o término de sua faculdade.

    Já li outros posts aqui em que muita gente falou que fez mestrado, doutorado e depois se arrependeu, pois não encontra espaços onde sua formação é valorizada com bons salários e condições de trabalho. Portanto, sem a criação de lugares onde os doutores possam ser absorvidos, de nada adiantará.

    E sobre o Ciência sem Fronteiras, os alunos de humanas reclamam que não foram contemplados, mas esquecem (ou não sabem mesmo, que penso ser a maioria) que Capes e CNPq oferecem editais universais todos os anos para os mais variados tipos de modalidade (graduação sanduíche, doutorado, doutorado sanduíche e pós-doutorado) e, conversando com um prof da UFMT que participa de comitês da Capes em Brasília, as bolsas estão voltando por falta de gente capacitada.

    Só aumentar o valor da bolsa não adianta. É preciso uma política de valorização de profissionais que tenham boa formação e capacidade para gestão em campos estratégicos, sejam econômicos, culturais ou políticos. Enquanto isso não acontecer, pouca coisa mudará.

    • Samara Dyva 06.04.13 at 18:17 - Reply

      Sobre o Ciência sem Fronteira, sou uma pesquisadora das Humanas que se sente prejudicada sim. Acho um absurdo ter um programa inteiro do governo voltado apenas para uma área das ciências, como se não fosse importante o desenvolvimento das outras. É uma tremenda desvalorização das ciências humanas, e reflete o quanto nossa área de estudo e pesquisa é considerada de importância secundária pelos nossos “líderes” e pela população em geral. Atitudes como essa, imagino eu, ainda devem ser heranças da ditadura militar, mas tá mais que na hora de superar isso e perceber o quanto as ciências humanas e outras são necessárias para o desenvolvimento do país, não apenas as exatas.

      • Gabriel Neto 06.04.13 at 21:22 - Reply

        Olá, Samara. Também sou das ciências humanas (sou historiador de formação e hoje estou no mestrado em educação). Acho que você tem razão quanto à valorização, que ainda é pouca. Porém, existem bolsas para nós, sim, e inclusive elas estão voltando por falta de pessoal qualificado. Será que não seria hora de vermos as alternativas, também?

  8. Carlos 29.03.13 at 12:16 - Reply

    Eu só acredito vendo!

  9. Swerdna Larbos 29.03.13 at 12:32 - Reply

    HAAAAAAAAAA PEGADINHA DO MALANDRO!

  10. Joelane Carvalho 29.03.13 at 12:42 - Reply

    Boaa notícia!!!

  11. Marciel Redin 29.03.13 at 12:49 - Reply

    Quanto aos bolsistas no exterior, os valores também serão reajustados?

  12. João Paulo Teodoro 29.03.13 at 14:26 - Reply

    Poxa, no último reajuste fizeram um post com as muitas coisas que dava pra comprar com os 10%…

  13. Mônica Suede 29.03.13 at 15:47 - Reply

    🙂
    Fiquei SUPRESA geente!

  14. O problema é que o governo do PT virou um eterno 1º de abril.

  15. O problema é que o governo do PT virou um eterno 1º de abril.

  16. fernando 29.03.13 at 17:49 - Reply

    Simplesmente desanimador.
    Eu não espero que ganhemos mais do que os outros, porém eu espero que no mínimo as bolsas aumentem de acordo com a inflação. Daqui alguns anos a bolsa de mestrado será um salário mínimo.

    O que mais acho errado é esta proibição dos alunos trabalharem em outros lugares e manterem suas bolsas. Pior de tudo é o cara tirar seu título e sempre ouvir que não tem experiência.

    • marcus 05.05.13 at 10:28 - Reply

      se ele tiver o tempo so pra estudar com bolsa ,ele terá que ter uma experiencia, obviamente

  17. Alcione Talaska 30.03.13 at 10:03 - Reply

    Quem comemora os 10% não sabe o que faz. Uma comparação dos dinheiros pagos pelas bolsas mestrado e doutorado corrigidos para dinheiros atuais revela a desvalorização que ocorre.

    Em 1994, os dinheiros pagos seriam equivalentes à R$4.400,00 e R$2.900,00, respectivamente para o doutorado e mestrado. De 1995 a 2004, os dinheiros pagos pelas bolsas permaneceram congelados, pesando sobre eles perdas inflacionárias. Em 2005, o Plano Nacional de Pós-Graduação previa um aumento de 50% no montante dos dinheiros pagos pelas bolsas daquele ano, estes ficariam próximos de R$ 1.870,00 para mestrado e R$ 2.771,00 para doutorado (corrigidos). A partir de segunda-feira (01/04/2013), os dinheiros efetivamente pagos para as bolsas serão de R$ 1.500,00 para mestrado e R$ 2.200,00 para doutorado. Que tal?

    Esse simples exercício demonstra que a desvalorização da pós-graduação é histórica e que precisamos reivindicar e lutar pela criação de uma Política Permanente de Valorização da Pesquisa e Reajuste das Bolsas.

    Aos que comemoram os 10%, consciência!! Estamos na pós-graduação stricto sensu, deixamos o senso comum de lado.

    Vale lembrar que em 01/01/2013 o salário mínimo brasileiro teve um reajuste de 8,3%!

    Não é assim que se faz ciência, precisamos de VALORIZAÇÃO!!

    OBS: Utilizo o termo ‘dinheiro”, pois o VALOR da bolsa não se resume no simples fato monetário. É uma ferramenta de desenvolvimento científico, tecnológico e humano.

    • Samara Dyva 06.04.13 at 18:22 - Reply

      Exatamente! Estes valores ainda são uma vergonha. Eu sou graduada e ganho no setor privado atualmente mais de 3 vezes o valor da bolsa de mestrado atualizada. Meu plano era sair graduação e ir direto para o mestrado, mas decidi dar um tempo com um emprego “de verdade” para conseguir juntar uma grana antes de voltar para a miséria que é a vida de pesquisador neste país. Afinal, o que você faz com R$1.500/mês morando no Rio ou São Paulo (onde farei o mestrado)? Piada, né…

  18. Khadidja 30.03.13 at 16:33 - Reply

    Essa imagem só pode ser uma piada, não é mesmo?????
    Desde quando estudantes de pós-graduação no país nadam em dinheiro, como essa imagem do tio patinhas representa…?
    A promessa de reajuste era de 40%, sendo 10% em agosto de 2012 e o restante (30%) em JANEIRO de 2013. Onde está a promessa? onde está o acordo?
    Esses políticos são uma vergonha para a nação e MERCADANTE um verdadeiro demagogo.
    Não existe respeito aos estudantes e pesquisadores nesse país.

  19. Karine 30.03.13 at 20:03 - Reply

    Sobre os valores das bolsas no Exterior??? Alguma informação?

  20. Kamilla 30.03.13 at 20:34 - Reply

    e a iniciação cientifica.? alguem sabe de alguma coisa.?

  21. Emilly Benevides 01.04.13 at 10:07 - Reply

    isso é primeiro de abril! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  22. marcos souza 01.04.13 at 20:39 - Reply

    qual a nota mínima cursada em uma disciplina pedida pelo cnpq, para que o aluno não perca a bolsa?

  23. Rafael 01.04.13 at 23:30 - Reply

    E o REUNI? Será que dessa vez vem aumento também ou vai ter desculpas igual ano passado?

  24. Kenyi 02.04.13 at 12:04 - Reply

    O ideal seria que as bolsas sejam proporcionais ao salário docente. Tinha-se um projeto de lei (projeto de lei nº 2315 de 2003) para isto.

  25. Kenyi 02.04.13 at 12:21 - Reply

    Só por complementar o meu comentário anterior: http://tinyurl.com/cqgk5ua

    O projeto de lei estabelece para o estudante de mestrado ganhar um 80% da remuneração total dum professor auxiliar, e para o doutorado 80% da remuneração dum professor assistente.

  26. [email protected] 03.04.13 at 09:51 - Reply

    Ola Pessoal,
    Alguem saberia me informar se o aumento foi dado a bolsas no exterior. Eu recebo na sexta feira parcelas referentes aos meses seguintes. Sera que receberei com aumento?
    Muito obrigada

  27. Elder 07.04.13 at 10:35 - Reply

    Isso é uma falta de respeito com os estudantes de pós graduação. E o ministro ainda diz que é para incentivar!! É, na verdade, para desincentivar o interesse daqueles que já estão.

  28. Eliara 22.11.13 at 07:55 - Reply

    Olá! Fui aprovada no curso de mestrado de uma universidade federal e terei direito a bolsa para 2014. Sabe quando começo a receber a bolsa? As aulas começarão em março! Já recebo em março ou somente em abril?

  29. Lívia 13.03.14 at 00:24 - Reply

    Ouvi rumores de que as bolsas vão aumentar novamente (10%) agora em 2014. Alguém está sabendo de alguma coisa?

    • Jaline 15.03.14 at 19:44 - Reply

      Também ouvi falar em aumento, mas não achei nada na internet..

  30. Mel 01.05.14 at 22:38 - Reply

    Haverá reajuste novamente agora em 2014?

  31. Ubiratan 26.05.14 at 07:19 - Reply

    Reajuste para bolsa de doutorado pelo Caps para 2014 até agora NADA, este governo deve estar esperando a campanha eleitoral para talvez dar o reajuste só para fazer média.

  32. Lilian 29.09.14 at 15:03 - Reply

    Pelo jeito nada de aumento em 2014…

Leave A Comment