Preparamos, com a ajuda de nossos seguidores no Twitter, uma lista com dez sugestões

[!?] de presentes para alunos da pós-graduação. Caso tenha alguma outra sugestão, escreva-a no campo “Comentários” e ajude a enriquecer nossa lista.

1. Protetor auricular
Imprescindível para aqueles momentos em que o vizinho resolveu ouvir o último sucesso de axé/funk/brega no volume máximo às 2:00 da madrugada e o relatório/artigo/projeto, que é para o dia seguinte, ainda está na página 2.

2. Rastreador GPS
Para colocar em alguma coisa do orientador, claro. Saber exatamente onde o orientador se encontra quando mais se precisa dele não tem preço. Ou para evitar encontrá-lo, e deixar para depois aquela bronca por tudo o que está atrasado.

3. Gravador de voz
Respostas automáticas para as perguntas rotineiras na vida de um pós-graduando, como: “Quando você vai defender?“, “Qual é o tema da sua pesquisa?“, “Mas então você não trabalha, só estuda?“, “E essa pesquisa serve pra quê?” [sugestão de @atribeiro]

4. Saco de pancada
Pode ser muito terapêutico quando o artigo é recusado por aquele revisor que é antigo desafeto do seu orientador, quando o professor atribui uma nota baixa para toda a turma sem ter dado prova alguma ou quando o orientador pede um orçamento, para o dia seguinte, de uma extensa lista de equipamentos.

5. Fazenda de formigas
Ótimo para as horas de procrastinação, ou para quando o cursor do Word fica piscando na folha completamente em branco e não se faz a menor idéia de como começar a escrever. Dependendo da área da pós-graduação, pode até render idéias sobre teses de doutorado. Ou não.

6. Livros
Livros sobre como “não enlouquecer na pós-graduação“, “como não perder os amigos por falta de tempo” ou qualquer outro livro que NÃO comece com as palavras “estudo“, “manual“, “tratado“, “análises“, “métodos“, etc. [sugestão de @lumc75, @Thiagwit, @danielrdosantos]

7. Geladeira USB
Melhor amiga de todos os que passam muito tempo na frente do computador, ainda mais nesses dias de verão em que é possível fritar ovos no asfalto. O tamanho reduzido do gadget ajuda a não exagerar na bebida e desenvolver teorias que não cabem na tese.

8. Horas de sono
Tempo livre para tirar todo o atraso do sono. Aquelas noites varadas em montagens de seminários, redação de relatórios, de artigos, da monografia. Se as horas mal dormidas acumulassem em um “banco de horas”, a maioria dos pós-graduandos hibernaria, com certeza.

9. Convite para festa
Convite para uma festa bacana, para que o pós-graduando relembre como são algumas coisas da vida que ele foi obrigado a abrir mão, como vida social, fazer amigos, conhecer pessoas diferentes, dançar, sair com os amigos.

10. Férias “de verdade”
Ao entrar na pós-graduação, as férias passam a ser vistas apenas como um tempo em que é possível colocar em dia tudo o que está atrasado, sem ter que se preocupar com professores e disciplinas. Mas seria tão bom viajar, não? [sugestão de @nmromero, @andrelbpontes, @LeilaRB, @erikagalvao, @kika_bm, @kronno]