O que os autores realmente queriam dizer em seus artigos

Todo bom pós-graduando lê semanalmente uma boa quantidade de artigos científicos, resumos, teses, dissertações e demais publicações de resultados de pesquisas e trabalhos acadêmicos.

É possível identificar, com o passar do tempo, alguns padrões na redação científica que, com um pouco de senso crítico e muito de bom humor, nos faz pensar sobre como os textos seriam elaborados pelos autores se a sinceridade fosse possível neste universo acadêmico de cobranças exageradas por publicação a qualquer preço.

Assim, apresentamos abaixo algumas interpretações sinceras e bem-humoradas das discussões de resultados encontrados em artigos publicados em periódicos científicos.

Texto originalO que significa na verdade
“Vários autores relatam que…”“Tive preguiça de procurar a referência”
“Como é de conhecimento geral”“Eu acho que é assim”
“Geralmente se afirma que…”“Eu e meus colegas pensamos assim”
“Há algumas discussões em torno do assunto”“Ninguém acredita em mim”
“Isto pode ser demostrado”“Acredite em mim”
“De grande importância teórica”“Eu acho isso interessante”
“De grande importância prática”“Isto justifica o meu emprego”
“De grande importância histórica”“Isto pode me tornar famoso”
“Com os resultados característicos podemos concluir que…”“Escolhemos os melhores resultados”
“Correto, em uma certa ordem de grandeza”“Errado”
“Valores obtidos de forma empírica”“Valores obtidos acidentalmente”
“Os resultados não são conclusivos”“Os resultados poderiam destruir minha hipótese”
“Outros trabalhos são necessários…”“Preciso de mais dinheiro para o projeto”
“Sintetizado de acordo com os protocolos padrões”“Comprado da Merck”
“Gostaria de agradecer a José da Silva pela assistência na parte técnica e a Maria José pelas valiosas contribuições”“Gostaria de agradecer a José da Silva por ter feito todo o trabalho e a Maria José por ter me explicado o que tudo significa”
“Por enquanto não é possível obter respostas precisas para este problema”“Mesmo não tendo a resposta, achei que poderia publicar um artigo com essas besteiras”
“Acredita-se que este efeito possa ser observado em intervalos maiores de tempo”“Não tive paciência para realizar um experimento mais demorado”
A concordância com o modelo proposto é:
1. Excelente
2. Bom
3. Satisfatório
4. Regular
5. Como esperado
A concordância com o modelo proposto é:
1. Regular
2. Fraco
3. Duvidoso
4. Péssimo
5. Inexistente
“Trabalhos adicionais são necessários para elucidar os resultados”“Não entendi os resultados obtidos”
“Lamentavelmente uma teoria com abordagem quantitativa não foi formulada ainda”“Todo mundo já percebeu que isso não faz o menor sentido”
“Espero que este trabalho estimule outras pessoas a investir neste campo de conhecimento”“Por favor, não me abandonem!”
“Composto de alta pureza”“Isto é o que afirmava o rótulo”
“Algumas amostras foram escolhidas para o estudo”“As outras amostras não faziam sentido”

E você, consegue acrescentar algum item nessa lista?

By |2018-12-06T01:56:50+00:0003-02-2012|humor|29 Comments

About the Author:

O posgraduando.com é um espaço na internet para troca de experiências, opiniões, depoimentos, dicas, tutoriais, humor e debates saudáveis sobre o meio acadêmico. Para participar também, leia nossas instruções aos colaboradores.

29 Comments

  1. Janice Vilela 03.02.12 at 10:23 - Reply

    “Não há uma conclusão sobre como isso ocorre” -> ninguém faz a menor ideia de por que isso aconteceu

  2. Cibele Sidney 08.02.12 at 15:23 - Reply

    Muito bom hahhahhahahh

  3. Heloísa 13.04.12 at 19:48 - Reply

    Nossa, perfeito!!! Tô me acabando de rir aqui! Tô escrevendo a discussão do meu artigo e quase fundindo meu cérebro. Achei o máximo esse post!
    Heloísa.

  4. Silvio de Castro Silveira 17.05.12 at 12:22 - Reply

    O modelo se ajustou bem aos dados    —>   Consegui dados que se ajustaram ao meu modelo.

  5. CASSIBOX9 27.07.12 at 18:17 - Reply

    Vou usar alguns rsrsrs

  6. Dante Hollanda 16.01.13 at 15:03 - Reply

    Um dos melhores posts lidos….ri demais…

  7. Marcelo Zenaro 25.06.13 at 15:39 - Reply

    Sensacional gente, é bem o que acontece com a comunidade científica, adorei!!

  8. Everton 15.08.13 at 15:53 - Reply

    Muito bom!

    Sugestão: “inexiste bibliografia sobre o assunto” pode significar “ok, admito que tomei café demais quando escrevi o projeto” ou “provavelmente o especialista sobre esse assunto estará na minha banca e eu não terei lido nada sobre ele até lá”

    😀

  9. Eduardo 15.08.13 at 16:00 - Reply

    Os resultados deste trabalho corroboram com Fulano et al. (2000) –> Graças a Deus alguém obteve um resultado parecido, então os meus devem estar certos!

  10. Ágatha Oliveira 15.08.13 at 16:55 - Reply

    “Outros trabalhos são necessários…” “Preciso de mais dinheiro para o projeto”
    Sooo true!

  11. Tatiana 15.08.13 at 22:14 - Reply

    Ahahahahahhaha… Eu ri!

  12. Poly 16.08.13 at 00:14 - Reply

    Sugestão: “inexiste bibliografia sobre o assunto” pode ser também, “quase ninguém se interessou por esse assunto de merda pra fazer pesquisas semelhantes”

  13. Deborah K. 06.02.14 at 15:17 - Reply

    “Vários autores relatam que…”
    Mas nesse caso a gente precisa deixar claro quem foram… As bancas pegam no pé, as revistas também.

  14. Amanda 06.02.14 at 16:09 - Reply

    Adoramos o “at least in part”, pra dizer que nossos resultados contribuem para algo, mesmo que a gente só desconfie disso e não há como comprovar inteiramente! 😛

  15. Amanda 06.02.14 at 16:11 - Reply

    Sendo chatinha, mas o certo é corroboram Fulano et al, e nunca corroboram “com” Fulano et al.

  16. Andrea Santos 06.02.14 at 20:14 - Reply

    “A expectativa é que os resultados obtidos nesse trabalho ajudem a enriquecer a discussão atual…” –> “Como o trabalho é de um tema contemporâneo vocês tem que aceitar tudo o que eu falei aqui, porque graças a Deus não existem referências que contestem meus resultados”

  17. Gisele Franchi 20.07.14 at 16:10 - Reply

    Hahaha!!! Perfeito!

  18. Ivo Pires 09.12.15 at 10:28 - Reply

    História de vida.

  19. Pior que é desse jeito

  20. Jackeline 09.12.15 at 11:07 - Reply

    “Por favor, não me abandonem”

  21. Ana Alves 09.12.15 at 11:14 - Reply

    Interpretaria exatamente assim. Kkkkkkkk

  22. Joel Ramanan 09.12.15 at 11:59 - Reply

    kkkkkk muito bom!

  23. Fernanda 09.12.15 at 13:29 - Reply

    “Outros trabalhos são necessários…” também pode significar “Não deu tempo de fazer tudo/mais experimentos” hehehe

  24. Gió Hn 09.12.15 at 13:35 - Reply

    Estatisticamente significativo! Kkkkkkkkkk…

  25. Perfeito kkkk

  26. Hylane Luiz 09.12.15 at 15:51 - Reply

    Kkkkkk desse jeito

  27. Geraldo Napolitano 09.12.15 at 17:03 - Reply

    Hheheheeh.. Adoro os abraços e tapinhas nas costa..kkkk

  28. Leandro Palcha 09.12.15 at 18:46 - Reply

    Portanto, é importante ressaltar… >>>> “De tudo que foi dito, o que interessa mesmo é…”

Leave A Comment