Faça uma apresentação como Steve Jobs

Enquanto a maioria dos apresentadores apenas passa informação, Steve Jobs vai além: ele inspira. Ele vende a carne e o espeto ao mesmo tempo, como um leitor comentou comigo alguns anos atrás.

Analisei suas apresentações e separei dez itens que você pode combinar para deslumbrar seu próprio público. Tenha em mente que Jobs tem refinado suas capacidades ao longo dos anos.

1. Defina o tema.
Toda apresentação precisa de um tema, mas você não precisa identificá-lo no começo. Em 2007, Jobs entregou o tema depois de 20 minutos de apresentação: “Hoje a Apple reinventa o telefone.” Uma vez identificado o tema, explore-o várias vezes durante a apresentação.

2. Demonstre entusiasmo.
Jobs mostra sua paixão por design de computadores. A maioria dos apresentadores tem espaço para adicionar alguma originalidade em suas apresentações. Lembre-se, sua platéia quer ser surpreendida, não cair de tédio. Da próxima vez que preparar uma apresentação, pense em como colocar sua personalidade nela. A maioria dos apresentadores entra em um “modo de apresentação” e procura tirar toda a emoção da fala. Se você não é um entusiasta sobre o tema em questão, como espera que seu público seja?

3. Dê um resumo.
Jobs sempre resume sua apresentação. “Quero falar quatro coisas hoje. Vamos começar com…”. Jobs faz o resumo, verbalmente, abre e fecha cada uma das partes da apresentação e deixa claro a transição entre elas. Faça listas e dê direção à sua platéia.

4. Torne os números significativos.
Quando Jobs anuncia que a Apple vendeu 4 milhões de iPhones, ele não deixa o número sem contexto. Em vez disso, relaciona com outras informações: “Isso são 20 mil iPhones todos os dias, na média”. Em seguida, faz o detalhamento da divisão do mercado americano de smartphones, e a parcela da Apple para mostrar o quão impressionante esse número realmente é. Números não significam muito a menos que sejam colocados em um contexto. Conecte os pontos para seus ouvintes.

5. Tente criar um momento inesquecível.
Este é o momento na sua apresentação em que todos irão falar depois. Toda apresentação do Steve Jobs evolui para uma grande cena. Um clímax. Qual será o momento memorável da sua apresentação? Identifique antes e evolua até ele.

6. Crie slides visuais.
Enquanto a maioria dos apresentadores enche seus slides com dados, textos e gráficos, Jobs faz o oposto. Existe pouco texto em um slide de Steve Jobs. A maioria dos slides simplesmente mostra uma imagem. Por exemplo, sua frase “A primeira coisa que quero falar para vocês hoje …” é acompanhada de um slide com o número 1. Só isso. Apenas o número. Quando Jobs discute um produto específico, como o iPhone, a platéia vê um slide apenas com a imagem do produto.

7. Dê um show.
Uma apresentação do Steve Jobs tem altos e baixos, temas e transições. Ele oferece um show à sua platéia, em vez de simplesmente passar informações. Ele inclui em suas apresentações clipes de vídeo, demonstrações e até convidados com quem divide o palco. Em uma apresentação sua, a platéia ouviu Jim Gianopulos, CEO da Fox Filmed Entertainment e Paul Otellini, CEO da Intel (INTC). Melhore suas apresentações incorporando multimídia, demonstrações ou dando a outros a chance de dizer algumas palavras.

8. Não se aflija com algum pequeno problema.
Mesmo com uma boa preparação, alguma coisa pode dar errado. Em uma apresentação, Jobs iria mostrar algumas fotos ao vivo de um web site, e a tela ficou preta, enquanto Jobs esperava a imagem aparecer. Mas não apareceu. Jobs sorriu e disse, “Bem, acho que o Flickr não está mostrando fotos hoje.” Então ele recapitulou as novas funcionalidades que havia apresentado. Só isso. Nada demais. Eu já vi apresentadores ficarem envergonhados com o menor dos defeitos. Não se aflija. Divirta-se. Poucos vão se lembrar de um defeito pequeno a menos que você chame a atenção deles para isso.

9. Venda o benefício.
Enquanto a maioria dos apresentadores promove funcionalidades dos produtos, Jobs vende os benefícios. Quando apresentou o aluguel de filmes pelo iTunes, Jobs disse “Achamos que existe uma maneira melhor de oferecer filmes a nossos clientes.” Seus ouvintes estão sempre se perguntando: “O que há nisso para mim?” Ouça a pergunta. Não os faça adivinhar. Afirme claramente onde empregar as informações transmitidas

10. Ensaie, ensaie, ensaie.
Steve Jobs faz uma apresentação intrincada com clipes de vídeo, demonstrações e palestrantes de fora. Pessoas de dentro da Apple me disseram que Jobs ensaia a apresentação inteira em voz alta durante muitas horas. Nada vem de graça. Quando Jobs mostra exemplos de filmes que estão disponíveis no novo serviço de aluguel do iTunes, um pôster de um filme em particular aparece no exato momento em que ele começa a falar sobre isso. A apresentação inteira é coordenada. Uma apresentação do Steve Jobs parece sem esforço porque é muito bem ensaiada.

Fonte: Businessweek

By |2018-12-06T01:56:54+00:0009-07-2010|guia|18 Comments

About the Author:

Criador e editor de conteúdo do blog, é portador de uma imaginação hiperativa e de uma necessidade patológica de estar sempre bem-humorado. Acredita que a Pós-Graduação, como tudo na vida, pode ser interessante, divertida e descomplicada.

18 Comments

  1. Lucas 09.07.10 at 12:56 - Reply

    É um pouco diferente apresentar um produto e uma tese/dissertação. Mas muitos dos itens são válidos, na minha humilde opinião.

  2. Clara 26.01.11 at 09:27 - Reply

    Concordo plenamente! Fiz uma apresentação mais ou menos nesse estilo para o meu grupo de pesquisa. Sou mestranda da USP. Ao final minha orientadora disse q estava muito orgulhosa de mim e me convidou até para fazer a seleção para o Doutorado Direto. Acho um saco apresentações monótonas de pós-graduandos. Tive um orientador na graduação que sempre nos incentivou a fazer apresentações assim como o Steve Jobs.

  3. Gilson Volpato 22.08.11 at 14:17 - Reply

    Sim, os pontos que Steve Jobs apresenta são importantes. Pense sempre no receptor e terá mais chance de sucesso. Pense no que você não gostaria, e não faça!

  4. Edu 05.11.11 at 04:21 - Reply

    Cadê o link pra baixar o livro completo…???
    Faltou…

  5. Jupiter W. Antunes 19.12.11 at 16:01 - Reply

    Muito bem sintetizado…. acharam os pontos-chave mesmo…
    Parabens por publicarem aqui…

  6. Arysandro Fernandes 10.10.12 at 13:04 - Reply

    Boa tarde !!!!!     Fico muito feliz em saber que  existe ferramentas desse porte para pessoas
    iniciantes , assim como eu. Faço tec.: em SEGURANÇA do TRABALHO. Venho tenatndo em
    me aperfeiçoar cada vez mais quando se trata de SAÚDE MENTAL no TRABALHO. Estive em um CONGRESSO INTERNACIONAL em SAÚDE MENTAL no TRABALHO e foi maravilhoso.
    Eu já sentia aquele chamado para apresentação,pois tenho um lado  muito especial quando se trata de CARÍSMA,HUMOR,FÉ e SINCERIDADE.
    Muito obrigado mesmo…

           [email protected]

  7. Rute Ferreira 27.07.13 at 18:05 - Reply

    A décima dica é A dica do sucesso. Não só pra trabalhos, mas pra tudo na vida! 😉

  8. Mariana 25.03.14 at 17:03 - Reply

    Acho muito chato importar o modelo palestra motivacional norte americana para a academia, outro contexto, outra proposta. São coisas completamente diferentes.

  9. Valéria 26.03.14 at 12:03 - Reply

    Achei sensacional o texto! E eu penso que é possível sim, adaptar os pontos aqui levantados à uma apresentação na academia, seja defesa de tese/dissertação, seminário ou aula.
    1- Por exemplo, o tema central geralmente numa tese é resumido no seu título, mas de fato todo o desenvolvimento da temática se dá a partir da contextualização do seu tema na introdução até vc chegar na sua hipótese e os objetivos do seu trabalhos.
    2- Quanto ao resumo, eu acho muito legal quando vejo que alguém se preocupou em antecipar aos ouvintes o que será abordado e como a apresentação será dividida.
    3- Entusiasmo não precisa nem falar. Se vc não acredita na sua pesquisa, nos seus dados e na contribuição do seu trabalho para a ciência, daí fica difícil. Com boa comunicação, já vi trabalhos com poucos resultados serem apresentados de forma muito mais entusiasta que outros com vários resultados interessantes mas que o apresentador pecou na comunicação dos mesmos.
    4- Slides visuais é um tanto quanto óbvio! Nenhum filho de Deus gosta de ler um slide com mil coisas escritas em Arial fonte 9; uma poluição visual que só!
    5- Dar um show: apresentar uma tese, seminário, aula requer interpretação sim: movimentar os braços, olhar firmemente para as pessoas, alternar entonação de voz, atrair a atenção dos ouvintes para o que se quer enfatizar no slides…
    6- Problemas sempre acontecem e o Steve Jobs já deu a dica sobre como passar por cima deles..
    7- Vender o benefício: Sua pesquisa partiu de uma série de evidências anteriores mas algumas perguntas ficaram para trás para serem respondidas. Uma das perguntas está sendo levantada no seu trabalho e vc tem que de fato deixar claro para os ouvintes em que extensão os seus resultados confirmam, contradizem, complementam os resultados prévios bem como os desdobramentos a partir da sua pesquisa…
    8- Ensaio, necessário sempre!

    • Flavia 14.08.14 at 16:04 - Reply

      Adorei o ponto 7 que a Valeria citou!! Muito bom mesmo.

  10. Sirleia 26.03.14 at 17:00 - Reply

    Muito bom! Realmente uma apresentação requer detalhes importantes e claro nosso toque pessoal.

  11. paulo 30.03.14 at 21:12 - Reply

    certamente tudo e valido para o engrandecimento intra-pessoal

  12. Giliard Godoi 31.10.15 at 08:23 - Reply

    só me dê alguns milhões de dólares, o resto eu resolvo

  13. Andressa Valengo 31.10.15 at 10:37 - Reply

    Imagina só!

  14. Morgan Dexter 31.10.15 at 11:52 - Reply

    Apesar de ter gostado dos tópicos, acredito que a catedra ainda prefira do modo monótono…

  15. Helder Anderson 01.11.15 at 11:30 - Reply

    Exatamente … A análise foi cirúrgica. Parabéns ao Blog. Me fez lembrar da ferramenta Prezi que tem se popularizado com essa ideia de diferenciação nas apresentações. Vale conferi …

Leave A Comment