• Critérios de avaliação de concursos públicos para professor universitário

Critérios de avaliação de concursos públicos para professor universitário

Os concursos públicos para professor universitário geralmente são compostos de três etapas: prova escrita, prova didática e prova de títulos. Além destas, podem ainda fazer parte do processo seletivo a apresentação de uma proposta de trabalho e/ou a defesa do memorial.

Entretanto, infelizmente nem todos os editais deixam claros os critérios utilizados para as avaliações dos candidatos. Assim, realizamos uma pesquisa sobre os critérios de avaliação mais utilizados em cada etapa, para servir como guia de preparação para os concursos.

Apesar de cada banca avaliadora ter o poder de criar seus próprios critérios, observar se o texto, a aula, a proposta e o memorial atendem os critérios abaixo relacionados pode ser um bom ponto de partida para sua preparação.

PROVA ESCRITA
– Uso correto da língua portuguesa.
– Sequência didática e organização lógica do assunto (introdução, objetivo, desenvolvimento e conclusão).
– Clareza e objetividade.
– Conteúdo adequado ao tema da prova / contextualização.
– Nível do conhecimento adequado ao de graduação e/ou de pós-graduação.
– Emprego de termos técnicos e linguagem científica apropriada.
– Capacidade analítica.
– Domínio do assunto, de conceitos e de definições.

PROVA DIDÁTICA
– Arranjo didático e sequencial do conteúdo (introdução, objetivos, desenvolvimento e conclusão);
– Uso adequado dos recursos didáticos;
– Organização das ideias e sequência lógica do assunto;
– Adequação do plano de aula e das referências bibliográficas ao tema da aula;
– Conteúdo adequado ao tema da aula;
– Nível do conhecimento adequado ao de graduação.
– Uso de termos técnicos e de linguagem científica apropriada; uso correto da língua portuguesa;
– Domínio do assunto;
– Utilização correta de recursos didáticos, qualidade dos recursos utilizados, auxílio e utilidade dos recursos na compreensão do assunto;
– Postura, naturalidade, dinamismo e interação diante da plateia.
– Clareza e dicção, capacidade de despertar o interesse da plateia.
– Adequação do assunto e da aula ao tempo pré-determinado.

PLANO DE TRABALHO
– Relevância e atualidade da Proposta de trabalho.
– Viabilidade da Proposta de Trabalho.
– Viabilidade de cooperações e parcerias locais, nacionais e internacionais.
– Disponibilidade e viabilidade em assumir o cargo e suas funções de ensino, pesquisa e extensão.
– Capacidade de argumentação e de defesa das ideias e das propostas.

DEFESA DO MEMORIAL
– Relação de trajetória profissional e acadêmica com a matéria/área do concurso.
– Articulação de seu percurso profissional/acadêmico com outras áreas do conhecimento e planos de atuação com ensino-pesquisa-extensão e administração acadêmica, numa perspectiva interdisciplinar.
– Sequência lógica do texto e da apresentação oral.
– Objetividade e clareza.
– Articulação das ideias apresentadas, permitindo uma configuração do todo.
– Adequação da apresentação com o texto escrito.
– Consistência argumentativa.
– Horizontes profissionais e acadêmicos e perspectivas de ações interdisciplinares.

PROVA DE TÍTULOS
Aqui não existe consenso. Cada edital apresenta critérios completamente diferentes para avaliação a experiência profissional e a produção acadêmica dos candidatos. Por exemplo, enquanto alguns editais pontuam artigos científicos de acordo com a classificação no Qualis da Capes, outros pontuam artigos de maneira geral, colocando todos no mesmo balaio.

O ideal é que exista um equilíbrio entre sua experiência docente, sua produção bibliográfica e sua experiência profissional. Em via de regra, artigos científicos publicados em bons periódicos quase nunca são demais.

By |2018-12-06T01:56:43+00:0004-02-2013|docência, guia|6 Comments

About the Author:

Criador e editor de conteúdo do blog, é portador de uma imaginação hiperativa e de uma necessidade patológica de estar sempre bem-humorado. Acredita que a Pós-Graduação, como tudo na vida, pode ser interessante, divertida e descomplicada.

6 Comments

  1. Alberto Sumiya 04.05.13 at 11:22 - Reply

    Olá pessoal. Espero que todos estejam bem. Gostaria de saber se vocês, com suas experiências, poderiam me dar alguma dica para quando a prova escrita tiver um tema bem amplo?

    • D.Vilela 24.09.15 at 16:47 - Reply

      Quando prestei meu primeiro concurso para docente, recebi uma dica de um colega, que foi de grande ajuda:no edital é publicado os temas que serão sorteados, faça um resumo (metodologia ABNT) com referencias atualizadas, de cada um dos temas, com 3 a 4 laudas e estude esses resumos.No dia da prova, sorteado o ponto ,você terá que reproduzir o resumo estudado, incluindo as citações.Boa sorte,espero ter contribuído.

  2. Elaine 22.05.13 at 23:48 - Reply

    E sobre a formação do profissional exigida… vocês teriam algo a dizer? É que eu tenho graduação num curso (Letras) e estou inclinada a tentar a pós em Antropologia (com um tema que ligasse ambas as áreas), mas estou com receio de mudar e isso afetar minhas chances futuras de passar num concurso para professora universitária. Conheço muitos professores de universidade que possuem graduação numa coisa, mestrado e doutorado em outra. Ou até mesmo graduação e mestrado numa área e apenas o doutorado em outra. Mas a geração deles é outra, e não sei em que pés anda essa questão hoje em dia. Como vocês devem ter visto muito mais editais que eu, queria saber o que perceberam neles. Se acham que a mudança seria um problema.

  3. Rogério Vieira 21.06.13 at 18:45 - Reply

    Como proceder quando um assunto é sorteado na prova didática, e este assunto é muito amplo? Focar em algo e criar um linha de raciocínio ou falar de tudo um pouco?

  4. Jamile 12.03.15 at 09:20 - Reply

    Gostaria de saber se na prova dissertativa de um concurso posso escolher um conteudo relativo s determinado tema e elaborar minha dissertacao. Ja percebi em algumas provas temas muito amplo que nao sao possiveis de serem escritos em apenas quatro laudas. Agradeco antecipadamente.
    Jamile

  5. Deborah 12.06.17 at 21:42 - Reply

    Gostaria de saber se na avaliação de currículo quem não possui experiência didática, mas possui mestrado/doutorado já é eliminado nesta primeira fase…

Leave A Comment