A classificação dos artigos e periódicos pelo Qualis da Capes

Qualis é o conjunto de procedimentos utilizados pela Capes para estratificação da qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação. Na verdade, trata-se de uma classificação questionável e indireta, visto que não avalia a qualidade das pesquisas ou dos artigos produzidos e sim dos periódicos científicos em que eles são publicados.

A classificação de periódicos no Qualis é realizada pelas áreas de avaliação e passa por um processo anual (sic) de atualização. Esses veículos são enquadrados em estratos indicativos de qualidade (sic) – A1, o mais elevado; A2; B1; B2; B3; B4; B5; C – com peso zero. Note que o mesmo periódico, ao ser classificado em duas ou mais áreas distintas, pode receber diferentes avaliações.

Não vou entrar aqui na discussão sobre a competência do Qualis em cumprir o papel que lhe foi atribuído. Mas sugiro que você leia os artigos O novo Qualis, ou a tragédia anunciada e O novo Qualis, que não tem nada a ver com ciência do Brasil e tire suas próprias conclusões.

Esta é uma discussão válida e importante, que deve ser levantada com muita seriedade no meio acadêmico. Mas também não dá pra bancar o rebelde e simplesmente ignorá-lo na hora de escolher os periódicos em que irá submeter seus artigos.

Porque o seu programa de pós-graduação será avaliado segundo essa escala. Quando você for prestar um concurso público, não importa se a sua pesquisa representa o maior avanço tecnológico na sua área. Se esse avanço for publicado em uma revista de baixa estratificação, vai valer menos do que aquele trabalho meia-boca sem inovação significativa publicado pelo seu concorrente em uma revista com maior conceito.

Se ainda não está familiarizado com os mecanismos de busca do Qualis, aqui vão as dicas. No site do Qualis, agora hospedado na Plataforma Sucupira, você pode realizar a pesquisa pelo nome do periódico (Consultar > Periódico > Por Titulo do Periódico), lembrando que o mesmo periódico pode ter classificações diferentes em áreas de diferentes.

Isso acontece porque o Qualis de cada área expressa qual é, no entender da comissão que o elaborou, a potencial relevância da divulgação de trabalhos nos veículos nele incluídos para a evolução do conhecimento na área em questão. Assim, um mesmo veículo pode ter para diferentes áreas diferentes classificações. Além disso, cada área possui critérios distintos, considerando os diferentes indicadores referenciados nas bases indexadoras, ou demais indicadores qualitativos.

By |2016-05-09T15:58:28+00:0014-05-2010|guia|38 Comments

About the Author:

Criador e editor de conteúdo do blog, é portador de uma imaginação hiperativa e de uma necessidade patológica de estar sempre bem-humorado. Acredita que a Pós-Graduação, como tudo na vida, pode ser interessante, divertida e descomplicada.

38 Comments

  1. Júlio César 14.05.10 at 17:06 - Reply

    Muito bom o post!

    Pelo menos dentro do eixo “Engenharias IV”, o novo Qualis resolveu algumas distorções.
    Está melhor que o antigo.

    Parabéns pelo site.

  2. Rosaria 19.05.10 at 16:39 - Reply

    Na “qualis” de bibliotecária em um biblioteca universitária (Fac. Medicina) felicito a coragem de seus questionamentos. Em 2003 escrevi um editorial na Rev Med PUCRS. 2003 abr/jun;13(2):124-5. onde abordo muitas destas questões. Agora, mais do que nunca sinto-me amparada em minhas opiniões acerca do tema.

  3. Ricardo Matheus 15.02.11 at 23:18 - Reply

    Muito bom. O governo estaria tomando uma decisão muito burra!

  4. Nadia Moura 11.09.11 at 19:27 - Reply

    Quais as diferenças entre os artigos científicos,geralmente publicadaos em periódicos e congressos científicos,para os artigos publicados em revista,como Veja e Isto é?

  5. Antônio Almeida 09.02.12 at 10:37 - Reply

    Realmente, é bastante questionável essa classificação. Além da revista ter um qualis alto, ainda temos que ficar de olho no fator de impacto da mesma.

  6. Antônio Almeida 09.02.12 at 10:38 - Reply

    Pois é, e além do qualis ainda tem o fator de impacto! Já não bastasse a trabalheira que é fazer projeto, passar por comitê de ética, coletar, analisar, discutir, e etc, tem essas burocracias!

    • Jdpj1970 14.04.12 at 11:52 - Reply

      de uma alternativa para se classificar e qualificar um periodico.!

  7. KK 19.04.12 at 15:08 - Reply

    Oii, como você faz pra baixar a planilha completa? Não encontrei… 🙁

    • posgraduando 19.04.12 at 18:58 - Reply

      Tente com outro navegador. Outro dia tentei baixar as planilhas usando o Firefox ou o Chrome e não consegui. Só fui conseguir quando tentei pelo Internet Explorer (nem lembrava que existia…)

      • Rodolfo Rodrigues 25.05.12 at 23:43 - Reply

        Já enviei Email para o suporte técnico da CAPES a algum tempo atrás por causa do WebQualis. Só dá pra fazer pesquisas nele usando MS Internet Explorer 8 e Mozilla Firefox 5. Eles disseram que estão trabalhando para atualizar o site.

  8. Armcelia 31.05.12 at 20:16 - Reply

    como saber se um artigo faz parte de engenharia I II III ou VI

    • Abimael 20.11.13 at 13:09 - Reply

      Para saber se um artigo faz parte de ENg. 1, II, III , verifique a área do programa de pós graduação que vocẽ está vinculado.
      No site do Capes também tem a lista de cada área de conhecimento.
      Exemplo : Engenharia Mecânica encontra-se em Engenharias III.

  9. graziella 02.04.13 at 03:06 - Reply

    como faço pra ver um artigo na web qualis??

  10. Ana Claudia 25.11.13 at 18:32 - Reply

    Como fico sabendo se estou pontuando qunado publico um artigo em uma revista cientifica? Preciso informar a CAPES ou eh automático? Como eh feito essa pontuação? Obrigada.

  11. Fábio 09.05.14 at 11:33 - Reply

    Prezado Mestre dos Magos,

    Parabéns pelo excelente trabalho realizado frente a este ao pós-graduando.
    Gostaria de lhe sugerir a realização de levantamento de revista com qualis A que possuem submissão de manuscritos gratuitos.

    abraços

  12. Eduardo Lopes 13.06.14 at 15:36 - Reply

    “Na verdade, trata-se de uma classificação questionável indireta, visto que não avalia a qualidade das pesquisas ou dos artigos produzidos e sim dos periódicos científicos em que eles são publicados.”

    A qualidade das pesquisas ou artigos produzidos já foram avaliados e julgados pelos revisores, editores, assessores das revistas ou agências de fomento. Por quê deveriam ser avaliados e julgados novamente?

    • Diana 02.07.14 at 08:13 - Reply

      O principal problema é que nossa produção nacional acaba sendo avaliada por revisores e editores de periódicos estrangeiros, o que não ajuda em nada na hora de procurar melhorias para a nossa pós-graduação, pois não está sendo usado parâmetros nossos para avaliar os programas de pós-graduação e sim o fato de uma revista estrangeira publicar ou não nossos artigos.
      Sem contar que alguns editores e revisores dessas revistas são corruptos e nada neutros na hora de aprovar um artigo, existe muito trabalho fatiado e aqueles esquemas de encher um artigo de autores e de citações mútuas etc… Outra coisa, esse sistema favorece o mesmo grupo de revistas, pois ninguém vai querer publicar um trabalho “bom” numa revista “fraca”, o que vira um ciclo vicioso, entende? Ou seja, na minha opinião avaliar uma pós-graduação e também a produção de um cientista, apenas pelo critério de onde são publicados os artigos é ineficiente, falho, elitista e anti-democrático.

  13. Patricia 02.07.14 at 10:26 - Reply

    Obrigada pelo texto! Me ajudou muito!

  14. Celestino Lima 31.08.14 at 12:37 - Reply

    Parabéns pela clareza de idéias e pela convicção em expressa-las. Isso faz a democracia de fato!!

  15. João 11.11.14 at 17:14 - Reply

    Aparentemente não é mais possível baixar a planilha completa. Só consigo baixar em PDF, nada útil e difícil de se achar o que procura. Tem como disponibilizar essa planilha aqui?

  16. Helder 12.11.14 at 09:13 - Reply

    O que acontece se vc publica em um periódico nao é rankeado pela Capes? Ele entra automaticamente na categoria C?

  17. Marina 29.12.14 at 23:53 - Reply

    Tenho uma dúvida. Tenho um trabalho na área de gestão ambiental e o submeti a uma revista qualis B5 na área ambiental. Mas sou formada em administração, e em Administração a revista é classificada como B1. Para a pontuação, vai valer a referente ao qualis B5, ao qualis B1 ou vai depender daquilo que quero? Por exemplo, se quero um mestrado ou concurso de Administração, a pontuação será do qualis de Administração, e se quero um mestrado na área ambiental, a pontuação será referente ao qualis da área ambiental? Ou se publiquei na área ambiental, de um jeito ou de outro vou pontuar com o qualis dessa área? Agradeço a atenção.

    • Helder 08.05.15 at 11:44 - Reply

      Marina, essa pontuação da Capes é para avaliar o Programa de Pós-Graduação.

      A sua avaliação pessoal é feita pelo Fator de Impacto da revista que vc submeteu seu trabalho.

      • Glaucio 23.07.15 at 09:30 - Reply

        Helder, mas se no edital vem escrito por exemplo, “so pontuara artigos publicados com qualis a e b”, Eu devo pesquisar qual o peso do periodico tem para a area q estou concorrendo e avaliar este qualis ne?

        Ex: revista de engenharia. O qualis dela e c p engenharia. Mas estou concorrendo para Ed fisica. Em Ed fisica ela e b. Esse meu trabalho Valeria como b?

  18. Aline 20.03.15 at 10:57 - Reply

    Olá,

    Gostaria de saber quando ocorre a atualização do Qualis da Capes? Sei que é anualmente. Mas gostaria de uma informação mais precisa.Por favor alguém sabe dizer?
    Obrigada

  19. Mi 05.04.15 at 09:57 - Reply

    Quando estamos interessados em saber a classificação de um períodico, olhamos a área que ele está inserido ou a grande área dele. Por exemplo: área: ciência e tecnologia de alimentos; grande área: ciencias agrarias, logo eu levo em consideração a classificação do períodico na qualis em área ou grande área?

  20. renata 02.07.15 at 17:59 - Reply

    Bem gostaria de saber, os trabalhos que são enviados para congresso que são associado a revista de qualis B5 ou outro qualis. Os mesmo quando iremos atualiza-los no curriculum lattes são classificados no item artigos completos publicados em periódicos, até porque não existe na plataforma nenhum item que classifique os resumos de congresso que são vinculados a revistas com qualis. A duvida que persiste é que meus trabalhos (resumo) que foram publicados na revista com qualis B5, são considerados com artigos e se tem o mesmo peso de B5?

  21. Carlos 22.09.15 at 23:32 - Reply

    Eu tenho uma publicação de 2014 em uma revista que na época era B2. Essa semana a revista passou pra A2. Ao referenciar a qualis desse artigo que publiquei uso a nota na época ou a mais atual?

    • Francieli 01.10.15 at 15:39 - Reply

      Tenho a mesma dúvida que o Carlos, devo considerar sempre o qualis da revista do ano em que publiquei o artigo ou o atual?
      ALGUÉM SABE RESPONDER?

      • Pós-Graduando 02.10.15 at 01:56 - Reply

        Geralmente o pessoal considerada no momento atual.

        • Renato dos santos 06.12.15 at 12:08 - Reply

          Mas isso é uma regra, ou uma exceção? Quer dizer, sempre consideram o qualis atual da revista ou somente em determinados casos?

  22. gleidson 23.10.15 at 10:11 - Reply

    Prezado, não encontro a opção de Lista completa do Excel. A classificação de 2015 ainda não saiu?

  23. Clarissa De Franco 03.11.15 at 08:47 - Reply

    Olá,

    Gostaria de saber como submeter um periódico que já tem registro para ser avaliado pela CAPES. Muito obrigada,

    Clarissa

  24. Luane 01.12.15 at 14:36 - Reply

    Olá, pesquisei por “the wilson journal of ornithology” pelo ISSN e a plataforma sucupira nao me da nenhuma informação. Diz que os dados fornecidos nao estão cadastrados. O que nao entendo pois antes de o WEbQualis se hospedar na plataforma sucupira eu ja tinha visto a classificação desse periódico.
    Alguém tem ideia do que possa estar acontecendo?

  25. Selena Carvalho 10.05.16 at 00:23 - Reply

    Obg pelo post

  26. Osvaldo 05.05.17 at 00:06 - Reply

    Valeu a dica de pesquisa por área.Gracias.

  27. Héctor Matos 27.03.18 at 20:38 - Reply

    Senti uma pontinha de inveja…

Leave A Comment