• As implicações da Lei de Murphy na pós-graduação

5 eventos da Lei de Murphy em seleções de pós-graduação

A você que pretende realizar uma seleção para pós-graduação, sugiro considerar que a Lei de Murphy é muito mais do que uma lenda do ambiente acadêmico…

Evento 1: problemas com a manicure e a pedicure

Não, você não leu errado. Esse evento é muito mais frequente em candidatas, que procuram caprichar na apresentação e imagem, recorrendo a serviços de beleza como manicure e pedicure. Lembre-se de que um procedimento desastroso em uma unha do pé pode ter como consequência uma dolorosa unha encravada, cuja dor perturbará sua capacidade de concentração, alterando seu juízo.

Medida preventiva: Nada de tentar solucionar problemas de podologia no período anterior às provas, pois, literalmente, você poderá arrumar uma pedra no seu sapato.

Evento 2: conspiração de aparelhos eletrônicos e dispositivos de informática

Sabe aquele ditado, “Quando mais preciso, aparelho tal quebra?” Às vésperas de um processo seletivo de pós-graduação prepare-se para lidar com alguma coisa vai quebrar ou te deixar na mão, pode ser aquele cabo da impressora que vai dar problema, uma queda de energia repentina, o pen drive que misteriosamente sumirá com a sua pasta de arquivos.

Medida preventiva: Paranoia nessa situação nunca é demais, envie cópias de seu projeto aos familiares e amigos mais queridos (de preferência, que eles tenham e-mails de diferentes provedores, vai que um desses sites tem uma pane?), grave dados em CD e se você ainda achar que corre riscos, tenha uma versão manuscrita do projeto!

Evento 3: conflito de datas em seleções diferentes

Primeiro, uma pessoa que se dispõe a concorrer em mais de uma seleção de pós-graduação no ano merece a admiração por sua coragem (alguns dirão que coragem e loucura andam juntas…). Mas, destemido (a) candidato (a) esteja preparado (a) para que ocorra o conflito de datas entre as provas, muito provavelmente elas acontecerão no mesmo dia ou com sorte, em um intervalo de 24 horas.

Medida Preventiva: Nesse caso, não há muito que fazer além de dispor de recursos que permitam pagar o valor uma passagem aérea sem antecedência ou o fretamento de um helicóptero, caso haja um intervalo de tempo que permita isso. Considerando que dinheiro e pós-graduação se repelem mutuamente, já deu para ter noção do tamanho do problema….

Evento 4: mandou, chegou?? Não necessariamente….

Esse é para aqueles que necessitam efetivar sua inscrição através do envio de documentação pelos Correios. Nunca, mas nunca mesmo, deixe para enviar sua correspondência de última hora, pode acontecer de faltar caixas/embalagens para acondicionar seus papeis, a agência que você escolheu para ir entrou em reforma e com isso, não haverá tempo para chegar a uma outra ou pior, o sistema dos Correios pode entrar em pane e impedir que a postagem seja feita até o horário determinado no edital.

Medida preventiva: Planejamento e organização, não há outra saída. A menos que você seja amigo do Usain Bolt e peça para ele dar uma forcinha.

Evento 5: farras gastronômicas

Esse é até bem previsível, é completamente desaconselhável realizar refeições em ambientes desconhecidos ou consumir alimentos diferentes da sua rotina. O risco de uma alteração gastrointestinal é potencialmente grande.

Medida preventiva: Deixe para experimentar aquele molho tailandês ou aquela receita incrível da culinária marroquina depois que as provas passarem, você não tem como prever como o seu intestino reagirá a essas novidades gastronômicas.

By |2018-12-06T01:56:40+00:0021-07-2013|humor|3 Comments

About the Author:

Fonoaudióloga e desbravadora da neurociência. Atualmente, é doutoranda em Neuropsiquiatria e Ciências do Comportamento (UFPE). Gosta um bocado de café, rock n'roll e claro, de escrever no Pós-graduando.

3 Comments

  1. Sybylla 14.09.13 at 18:53 - Reply

    O último evento foi sensacional… rsrs 😛

    De fato, deixe para experimentar essas coisas exóticas bem depois, os intestinos agradecem!

  2. Verdade, Sybylla! Melhor não arriscar!!

  3. Julia Blank 10.03.14 at 08:51 - Reply

    Ainda faltou citar que, para a prova teórica, tudo que você estudou é exatamente aquilo que não vai cair e aquele capítulo confuso que você jurou que jamais alguém utilizaria será o tema da questão obrigatória.

Leave A Comment