• Você sabe que está na pós-graduação quando...

Você sabe que está na pós-graduação quando…

Você sabe que está na pós-graduação quando…

…acha seu pen-drive mais valioso para você do que seu celular. [via @cau_s]

…tem que responder diariamente à pergunta: “mas você só estuda, não trabalha?”

…vê orientador até onde não tem. [via @lady_blueberry]

…o “Periódicos Capes” se torna página principal do seu navegador. [via @nataliaacdc]

…você passa mais tempo procurando seu orientador do que sua namorada.

…passa horas conferindo citações bibliográficas.

…as madrugadas de sábado são iguais às de segunda. [via @paulo_ddd]

…tem pesadelos com o orientador. [via @claudinha_m]

…reza pra chegar logo o 5º dia útil e fica puto quando chega o 6º e sua bolsa ainda não caiu. [via @biolo_gi]

…se reune com amigos e papeia sobre tese, papers, orientadores, laboratório, bolsa de pesquisa… [via @michellerigo]

…tem insights noturnos e, por isso, dorme com o notebook ligado, no criado-mudo. [via @fseabrademoura]

…passa uma semana lendo um livro de 400 páginas para escrever um parágrafo sobre ele. [via @ProfSergioJr]

…acha que não existe nada mais interessante do que o tema da sua tese/dissertação.

…se apavora com o cursor do Word piscando em uma página em branco.

…todos os seus amigos baixam séries e você baixa artigos. [via @dr_thalis]

…percebe que sua vida virou um monólogo e só tem espaço para um assunto: tese. [via @CynthiaJOR]

…tem que dividir seu tempo na internet com outras coisas menos importantes, como artigos, resumos, dissertações e teses.

…fica irritado com a volta das aulas que deixam a biblioteca novamente cheia [via @dirceucadena]

…esquece a senhas do banco, do email e todas as outras, menos a da biblioteca. [via @sibelefausto]

…tem que ouvir do professor “que a sua nota será baseada na sua participação nas aulas”.

…tenta colocar a chave do laboratório na fechadura de casa.” [via @GuiFrancescon]

…qualquer coisa te faz pensar em algo que você aprendeu em uma disciplina.

…você consegue dizer a hora do dia apenas olhando o fluxo do tráfego na biblioteca.

…seu tempo livre é utilizado para estudar ou ler um artigo.

…você acha as bibliografias dos livros mais interessantes que o próprio texto.

…você desiste de manter os livros organizados, tentando apenas mantê-los no mesmo lugar.

…você aceitou a culpa como característica inerente ao relaxamento.

…você começa a se referir a grupos de pessoas como “Branca de Neve et al”.

…estudar nas noites de sábado já não parece estranho.

…você passa grande parte da conversa tentando explicar o tema da sua tese.

…a maioria das suas viagens está relacionada a congressos.

…você passa 90% do seu tempo em frente a um computador.

…você não consegue ler um texto sem pensar em sugestões/correções.

…você já gastou mais de R$ 50,00 em xerox/impressão enquanto estudava um único tema.

…há um cantinho na biblioteca que você considera como “seu”.

…literatura não-científica é algo raro nas suas leituras.

…seu gasto com xerox/impressão é maior que a sua fatura do telefone.

…você discute assuntos acadêmicos em um evento esportivo.

…você pensa nas suas férias como um tempo para cuidar dos seus trabalhos atrasados sem ter que se preocupar com disciplinas.

…você tem cada minuto dos próximos quatro meses planejado, mas não faz a menor idéia do que vai fazer pelo resto de sua vida.

____________________________________________________

Adaptado de: Getting In To Grad School

By |2016-01-13T11:21:18+00:0013-05-2011|humor|46 Comments

About the Author:

Criador e editor de conteúdo do blog, é portador de uma imaginação hiperativa e de uma necessidade patológica de estar sempre bem-humorado. Acredita que a Pós-Graduação, como tudo na vida, pode ser interessante, divertida e descomplicada.

46 Comments

  1. Rafa 14.06.10 at 22:46 - Reply

    nem precisa tanto, na minha graduação já acontece tudo isso

    • Maira Ead 01.02.12 at 10:01 - Reply

      Na minha também aconteceu pelo menos minha mono teve elogio como se fosse dissertação! 

  2. Sheila 15.09.10 at 18:18 - Reply

    Síntese perfeita 🙂

  3. Isis 18.01.11 at 06:44 - Reply

    Concordo com o Rafa, já fazia isso desde o primeiro semestre de graduação…=)

  4. Clara 26.01.11 at 09:34 - Reply

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    tô nessa!
    adorei!
    vou recorrer a este site sempre q precisar de alguns minutos relax entre um artigo e outro.

  5. Luciane 25.04.11 at 10:46 - Reply

    kkkkkkkkkk………adorei!

    Beijos e obrigada pela visita ao meu armazém.

  6. Renata 15.05.11 at 14:46 - Reply

    Tô na graduação, e tenho tds os sintomas da pós kkkk…

  7. Betty Luz 16.06.11 at 13:36 - Reply

    Voce começa a gostar de cerveja sem álcool

  8. Leandro 28.06.11 at 19:48 - Reply

    … há mais livros que roupas no seu quarto
    … nesse quarto você não se pergunta mais como organizar os livros, mas se haverá espaço onde colocá-los.
    … passa dias e noites comparando preços na “Estante Virtual Sebos”.
    … já começa a receber brindes dos livreiros da “Estante Virtual Sebos”.
    … você tem mais livros especializados sobre o tema do que a biblioteca de sua universidade.

  9. Odoval Arruda 22.09.11 at 13:53 - Reply

    Meu filho Átila não fez pós e foi pro mestrado direto…; mas casa dele tem mais livros do que roupas. E vivia secando os cartuchos da impressora dele, da impressora do irmão e da minha!

    • Aysha 04.08.14 at 19:58 - Reply

      Amiga, mestrado É uma pós-graduação. 😉

  10. Roberta 02.10.11 at 10:08 - Reply

    minha vida social é o ó e tudo mais aí

  11. Evelyn 04.01.12 at 19:35 - Reply

    Boa, boa, concordo inteiramente… se minha vida pudesse ser resumida em alguns tópicos seriam estes.

    Realmente eu mesmo entro em pânico se por 5 minutos passar desapercibido o local onde eu deixei meu pen drive ou lap.

  12. Tami 18.01.12 at 18:35 - Reply

    Uma síntese perfeita da minha vida do pós graduanda. Esqueço as senhas do banco, o numero do meu celular é quase um milagre lembrar de cara, entre outras coisinhas. Porém a senha da biblioteca não esqueço jamais!!!!!

  13. Luciana 31.01.12 at 12:45 - Reply

    quando percebe que devia voltar das “férias” antes, já que não parou de trabalhar um dia nos seus artigos/ projeto/ pesquisa…

  14. Max 31.01.12 at 12:48 - Reply

    … você fica sempre pensando que pode chegar um email do seu orientador à qualquer momento, daí fica conferindo todo o dia o email, a cada meia hora.

  15. Eduardo Tamanaha 31.01.12 at 12:49 - Reply

    O pior é qdo a epifania da sua dissertação/tese surge pouco menos de 1 mês pra entrega final (eu to nessa situação, sem a epifania… na verdade, não sei o que estou fazendo aqui ao invés de escrever a dissertação)

  16. Maira Ead 31.01.12 at 12:50 - Reply

    Faltou a máxima: quando você sonha com teóricos mortos e começa a ouvir as vozes desses mortos na tua cabeça como se tivesse um cemitério no teu crânio e no meio de tudo você acha que consegue ter um romance pois se deu ao direito de permanecer em “férias” para viver uma paixão e teus neurônios te abandonam quando vc mais precisava deles e perde o namorico e o fio da meada pra fechar a defesa! Se fizer mestrado ou doutorado NÃO namore, nem fique, nem se apaixone vc pode se ferrar #FATO

    • Liliana 31.01.12 at 14:40 - Reply

      “… Quando pensa que terá toda dedicação às atividades, trabalhos e tese, mas, no decorrer do curso, vê que não sobra tempo para nada e acaba deixando para amanhã, o amanhã é quase o dia do nunca. Sem falar de quando decide em terminar de escrever aquele artigo, es que surge um ou uma amiga para te contar aquela fofoca.”

    • Liliana 31.01.12 at 14:40 - Reply

      “… Quando pensa que terá toda dedicação às atividades, trabalhos e tese, mas, no decorrer do curso, vê que não sobra tempo para nada e acaba deixando para amanhã, o amanhã é quase o dia do nunca. Sem falar de quando decide em terminar de escrever aquele artigo, es que surge um ou uma amiga para te contar aquela fofoca.”

  17. Ass 31.01.12 at 15:34 - Reply

    Quando vc encontra alguém e a primeira coisa que fala é: Tenho um artigo para entregar…

  18. M1motta 31.01.12 at 15:54 - Reply

    … manda uma mensagem desejando Boas Festas e o seu orientador responde: Você está sumida!

  19. kbôôôô 01.02.12 at 18:19 - Reply

    Diz que vai tirar uns dias de férias, ou sei lá o quê, em alguma roça ou praia, e ao chegar lá descobre que praticamente só lembrou de levar os livros, o note e o pen-drive. SOCORROOOOOOOOOOOOO.

  20. …quando acaba de publicar o artigo do mestrado, mas a sua preocupação é o projeto do seu doutorado!

  21. … quando você compra livros pela internet, esquece, e fica surpreso quando os mesmos chegam pelo correio.

  22. Astronautalucas 27.03.12 at 19:53 - Reply

    Faltou aquela
    “Gasta 1000 reais pra cruzar o país, apresentar o trabalho num congresso em 15 minutos e os comentadores dizerem: ‘seu trabalho é muito interessante’.”

  23. Gledson Diniz 28.03.12 at 14:03 - Reply

    Indeed!

  24. Cmnsouza 02.04.12 at 18:14 - Reply

    Quando… além de dar uma olhadinha no Facebook, você consulta o Lattes do seu pretendente antes de sair com ele 😉

  25. Ronei 27.08.12 at 22:46 - Reply

    Quando você procura por Lattes no Market do seu Celular

  26. Andersonlcr 05.09.12 at 13:53 - Reply

    Rrsrsrs. Caraca. Muito bom mesmo

  27. Jéssica 05.09.12 at 14:13 - Reply

    A minha graduação está assim!…..Aff

  28. Eliane 28.01.14 at 18:07 - Reply

    Me identifiquei totalmente… rsrs..

  29. Paula 28.01.14 at 18:11 - Reply

    Quando vc já saiu do mestrado e olha para trás se identificando com 80% ou mais, vc sente que um doutorado poderia te fazer rir e se descabelar novamente um com posgraduando et al. Por outro lado compreende é importante olhar para outras coisas e cai na dura realidade que é o trabalho (sim!) fora da academia. # Se sentindo desvalorizada..

  30. Paula 28.01.14 at 18:13 - Reply

    Quando vc pula palavras e passa a dizer o que pensa.

    [vc percebe q…]

  31. Natália 28.01.14 at 18:21 - Reply

    Tão verdadeiro!!

  32. Jessi 28.01.14 at 18:23 - Reply

    So faltou essa: Quando visitar o site https://www.posgraduando.com se torna a parte mais divertida do seu dia e voce se identifica com TUDO!

  33. Sara 28.01.14 at 18:25 - Reply

    … Você fica profundamente incomodado com textos que não possuem referências bibliográficas, mesmo que não sejam acadêmicos.

  34. Fernanda 28.01.14 at 19:31 - Reply

    A última foi demais! kkkk Putz, isso acontece comigo!

  35. Grace 28.01.14 at 19:37 - Reply

    … sua diversão é tentar zerar os quatro digitos após a vírgula com amostra.

  36. Camilla 28.01.14 at 21:22 - Reply

    Qdo vc está na praia com seus amigos do mestrado e começa a falar da Teoria da Autonomia, enqto toma sol!

  37. Nath 29.01.14 at 00:11 - Reply

    Eu me apaixonei quando estava com 6 meses no doutorado =D É verdade que foi bem complicado, principalmente com aquela paixão toda do começo, mas ele me apoiou bastante e ainda consegui defender a tese antes do tempo!

  38. Dener Pã 29.01.14 at 14:56 - Reply

    Acrescente essa:
    ” – Você vai fazer um comentário corriqueiro em uma rede social e ele se parece com um texto científico.”
    By Danielle Leite Toledo

  39. Araceli 29.01.14 at 17:58 - Reply

    igualzinha eu…

  40. Keith 10.03.14 at 14:12 - Reply

    …você tem cada minuto dos próximos quatro meses planejado, mas não faz a menor ideia do que vai fazer pelo resto de sua vida.

  41. Vivien Rossbach 05.09.14 at 11:56 - Reply

    Você sonha que te oferecem um emprego, mas você não pode aceitar por causa da bolsa de pesquisa e não quer que o tema da sua dissertação mude.

  42. Esdras 01.09.15 at 10:12 - Reply

    Ainda tem outra… tudo que você escuta, pensa que pode virar um artigo… kkkk

Leave A Comment