• Ser Aluno Especial: por quê e para quê?

Ser Aluno Especial: por quê e para quê?

O Universo da Pós-Graduação parece e é, por vezes, nebuloso e confuso. É uma jornada em que é quase impossível obter informações e conhecer a dinâmica e as metodologias de um curso de Pós-Graduação. Vasculhar dezenas de sites, perguntar a todos os amigos (e também colegas, conhecidos, parentes e aderentes) que já fizeram ou façam, ou já tentaram, é uma missão cheia de dúvidas, incertezas e mistérios. Mas calma, é apenas QUASE impossível, difícil, mas há uma saída!

Uma das soluções mais eficazes no cumprimento dessa tarefa é a de se tornar um Aluno Especial. Sendo um Aluno Especial será muito mais tranquilo entender o que acontece em um Programa de Pós-Graduação, além de conseguir obter informações a respeito dos processos seletivos de maneira mais precisa e rápida. Esta categoria estudantil (se assim pudermos dizer) é ideal para quem já está no último ano de Graduação e que pretende ingressar no ano seguinte (ou não) em um Mestrado. Ou para quem já está terminando um Mestrado e pretende ingressar em um Doutorado, enfim, um momento para conhecer e se aproximar do próximo nível de estudos pretendido.

Cada Programa de Pós-Graduação lança as suas chamadas para Aluno Especial contendo informações como disciplinas ofertadas, número de vagas, duração. Cada edital tem suas especificações, diferindo também na época de lançamento, sendo que grande parte dos Programas o faz entre o término do primeiro semestre letivo e início do segundo.

Categorizando, aluno especial é todo aquele inscrito para cursar disciplinas isoladas oferecidas em um Programa de Pós-Graduação  Stricto sensu. O Aluno Especial deve participar de um processo seletivo posterior ao processo seletivo para alunos regulares e, sendo aprovado, poderá se matricular nas disciplinas isoladas no semestre vigente, à exceção das disciplinas obrigatórias que têm o número de vagas limitado. No entanto, não há vínculo efetivo dos Alunos Especiais com o Programa. Geralmente só é permitido ao aluno especial cursar uma disciplina por semestre.

Após conseguir adentrar o Programa como Aluno Especial e ser aprovado na disciplina é chegada a hora do próximo passo: ser aluno regular. Para vincular-se ao Programa, o Aluno Especial deverá ser aprovado no Processo Seletivo como Aluno Regular e matricular-se como tal. Posteriormente, poderá requerer o aproveitamento dos créditos obtidos como aluno especial, desde que o prazo de conclusão da disciplina não ultrapasse 02 (dois) anos.

Para se candidatar a aluno especial são necessários alguns documentos a critério da comissão de seleção, mas os mais comuns são: currículo, cópia do diploma de graduação, RDM atualizado no caso de alunos cursando graduação, junto com uma declaração comprovando que o aluno já concluiu 80% dos créditos, e a ficha de inscrição, na qual você terá que responder a algumas perguntas e discorrer sobre a temática do Mestrado/Doutorado ou da disciplina pretendida. Para saber sobre as seleções, basta acessar com frequência o site da Instituição de seu interesse.

Viu? Não é tão difícil assim, não é? Como aluno especial será bem mais fácil alcançar o próximo nível dessa jornada infindável, mas bem prazerosa.

By |2013-10-06T10:37:48+00:0006-10-2013|debates|14 Comments

About the Author:

Graduada em Comunicação Social (UEPB), Especialista em Comunicação Digital, Mestranda em Serviço Social (UEPB) e graduanda em Administração de Empresas (UFCG). Além de feminista em construção.

14 Comments

  1. Danilo Vizibeli 08.10.13 at 14:27 - Reply

    Sou totalmente adepto da prática do aluno especial. Já fui aluno especial na USP de Ribeirão Preto em 2009, antes mesmo de faz o Doutorado. Não consegui o Mestrado lá e fiz em um particular – UNFIRAN (Franca-SP). Hoje estou como aluno especial em uma disciplina do Programa de Linguística na UFSCar com vistas a tentar o Doutorado lá. É muito aprendizado e contatos que fazemos. Mesmo se depois não der certo o processo seletivo, conhecimento adquirido nunca é descartado. Boa dica, Evellyn!!!

    • Grijauba Albuquerque 26.11.17 at 13:42 - Reply

      Tem mestrado particular no Brasil?

      • Priscilla 22.03.18 at 16:39 - Reply

        Sim, UniCEUB, em Brasília, por exemplo.

  2. nathalia 15.07.14 at 12:51 - Reply

    Oi, adorei o texto!

    Ainda estou no 4º semestre de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo em uma instituição particular (UNIP-DF), mas já estou de olho no mestrado que pretendo cursar em uma universidade pública. Já sei que no meu último ano de curso ou no ano posterior, tentarei ser aluna especial na UnB, apesar de que preferia dar uma mudada de vida e ambiente e tentar USP, mas pelo o que li, lá é MUITO concorrido. Pelo o que eu entendi, na UnB não há prova seletiva, simplesmente entrega-se a documentação exigida com o pagamento da taxa e espera para ver se é selecionado ou não. Seu texto deixou muito mais claro como começar. Obrigada!

  3. Nádia 02.07.16 at 11:56 - Reply

    Obrigada por ter esclarecido minhas duvidas de forma tão simples!

  4. Mardenia 26.07.16 at 00:00 - Reply

    Olá ! Tenho uma dúvida, sou pedagoga e cursei 4 disciplinas como aluno especial na UFC na Faculdade de Letras para tentar a seleção de mestrado em Literatura. Antes mesmo de mestrar eu já posso lecionar Literatura apenas pelas 4 disciplinas existentes no meu histórico ? Como posso adicionar essas informações ao meu currículo ?

  5. João Castro Junior 03.08.16 at 13:49 - Reply

    Boa tarde!Estou me matriculando como Aluno Especial no Mestrado em Gestão Pública. Como posso colocar esta informação no Lattes ?

    • Jow 13.08.16 at 15:28 - Reply

      Oi João! Acredito que seja na parte de “Formação complementar”

  6. Thai 28.09.17 at 21:40 - Reply

    estou cursando como alunas especial em instituição diferente da qual sou aluna da pós graduação. A sugestão do jow não pareceu ser a melhor opção para cadastrar no Lattes a dsciplina da qual sou aluna especial… Alguma outra sugestão?

  7. Ruth Elizabeth 01.02.18 at 17:47 - Reply

    Boa tarde, muito valiosas as dicas mas, nao entendi ainda uma coisa, eu posso me apresentar simplesmente levando um projeto de pesquisa e dizer que quero ser aluna especial?

    • Priscilla 22.03.18 at 16:38 - Reply

      Eu me tornei aluna especial do Mestrado da UnB após análise curricular. Fiz inscrição para ser aluna especial dentro do prazo que a UnB disponibilizou.

  8. Gleidson Ribeiro 07.02.18 at 13:16 - Reply

    Obrigado pelo artigo, estava em dúvida acerca do conceito de aluno especial, e ajudou muito!

  9. Israel 09.02.18 at 12:58 - Reply

    Boa tarde e possível colocar a experiencia de aluno especial do curso de mestrado no curriculum lattes, se possível qual o campo ?

  10. Priscilla 22.03.18 at 16:41 - Reply

    Sou aluna especial do Mestrado em Propriedade Intelectual da UnB.

Leave A Comment