Como utilizar o método FISH/QTCR/5SS para ler artigos científicos

Já virou clichê dizer que atualmente o ritmo de produção de novas informações e dados não para de crescer. E isso se reflete nas pilhas (virtuais ou físicas) de artigos científicos que acumulam todos os dias na área de trabalho.

Assim, melhorar a leitura de artigos, tanto na velocidade quanto na visão crítica, é uma ferramenta valiosa para acompanhar essa enxurrada de informações.

A metodologia FISH/QTCR/5SS ajuda a reconstruir o processo de elaboração do artigo, revelando o rationale por trás da história, facilitando assim a compreensão dos métodos e conclusões.

Vamos ao que interessa.

1. Introdução com FISH

Field: simples, qual é o campo do artigo? Tente ser específico.

Importance: por quê o artigo é relevante para você, como cientista, e para a sociedade?

Supporting data: quais as principais informações prévias fundamentais para a compreensão do artigo?

Hypothesis: muitas vezes esse tópico é o mais difícil de descrever, já que muitos autores escondem a hipótese, ou quando o estudo é exploratório.

2. Lendo as figuras com QTCR

Agora que você tem uma visão geral do artigo, use o QTCR em cada figura do artigo.

Question: qual é a pergunta que está tentando ser respondida com esse experimento?

Tools: quais foram as técnicas e ferramentas utilizadas para responder à pergunta? Seja sempre crítico: as ferramentas são adequadas para responder a pergunta? Quais outras ferramentas os autores poderiam ter utilizado? Caso haja análise estatística, certifique-se de incluir o tipo e os principais parâmetros.

Controls: um dos mais importantes. Novamente, seja crítico quanto aos controles. Há algum controle faltando? Os controles são suficientes para tirar conclusões do experimento? Imagine resultados um pouco diferentes dos que foram obtidos, isso auxilia a verificar se os controles são robustos.

Results: quais conclusões você pode tirar desse conjunto de experimentos? Lembre-se que muitas vezes as suas conclusões podem não coincidir com as conclusões dos autores, principalmente se há algum problema com os controles utilizados.

Finalmente a discussão: Após ler a discussão retire a principal mensagem do artigo ou o 5-SS (5 second summary). Imagine que você tem que contar ao seu orientador, que é, provavelmente, ocupadíssimo, sobre o artigo que você leu.

Não se esqueça de sempre ter em mente as suas próprias conclusões das figuras, muitos autores extrapolam e tiram conclusões que não são suportadas pelos experimentos realizados no artigo.

Observe que com o QTCR para cada figura, a leitura do texto com os métodos e explicação do experimento fica muito mais fácil, senão dispensável. O cerne dessa metodologia é, justamente, os painéis com os experimentos.

Um conselho prático é fazer as anotações FISH/QTCR no próprio artigo, seja escrevendo no canto da página ou por anotações no arquivo.

E, para complementar, faça um desenho ilustrativo do modelo gerado com esse estudo, nada rebuscado, apenas para concretizar as conclusões retiradas.

O que achou do método? Já usou e teve bons resultados? Pretende usar? Deixe sua opinião nos comentários!

. . .

Texto escrito por Dimitrius Santiago, bacharel em Bioquímica pela Univesidade Federal de Viçosa e aluno do mestrado Bioquímica na FMRP-USP.

By |2018-12-06T01:56:13+00:0028-03-2016|redação científica|20 Comments

About the Author:

O posgraduando.com é um espaço na internet para troca de experiências, opiniões, depoimentos, dicas, tutoriais, humor e debates saudáveis sobre o meio acadêmico. Para participar também, leia nossas instruções aos colaboradores.

20 Comments

  1. Alberto Galdino 28.03.16 at 12:57 - Reply

    Utilidade pública! ????????????????????????????

    • Dimitrius Santiago 28.03.16 at 20:34 - Reply

      Espero que sim! =]

  2. Jailton Azevedo 28.03.16 at 13:29 - Reply

    Gostei, vou tentar aplicar

    • Dimitrius Santiago 28.03.16 at 20:35 - Reply

      Que bom! Demora um pouco para pegar o jeito, mas depois fica no automático.

  3. Ronaldo 28.03.16 at 15:02 - Reply

    Muito útil! Obrigado!

  4. Debora Leticia 28.03.16 at 15:54 - Reply

    Que legal!!

  5. Debora Leticia 28.03.16 at 15:54 - Reply

    Que legal!!

  6. Debora Leticia 28.03.16 at 15:54 - Reply

    Que legal!!

  7. Bartholomeu de Aguiar Vieira 28.03.16 at 16:46 - Reply

    Ótimo, realmente ótimo. Mas fiquei com uma curiosidade: Para o campo das Humanas, será que existe algum método como este?

    • Jaqueline S. de Macedo 04.01.17 at 17:37 - Reply

      Está me ajudando muito, mesmo na área de Humanas. Por exemplo em Tools, eu resumo quais fontes o autor trabalha em sua análise, não uso o Controls e em Questions, na maioria das vezes eu coloco as perguntas que o próprio autor escreveu, o que é bem frequente nos artigos que leio (História).

  8. Marcos Castiani 28.03.16 at 19:02 - Reply

    Interessante 🙂

  9. Felipe Rossi 28.03.16 at 20:56 - Reply

    Técnicas de aperfeiçoamento e de aprendizado são sempre bem vindas 😀

  10. Rodrigo Oliveira 28.03.16 at 21:18 - Reply

    Muito bom! Vou tentar usar!

  11. filipe oliveira 29.03.16 at 08:12 - Reply

    Melhor método é ler o abstract para ver se o artigo interessa ao seu campo de estudo,

    ai parte para a conclusao porque assim você elimina ansiedade,

    logo em seguida olha as figuras, porque é muito mais fácil entender um artigo com elas.

    Achou legal, lê a introducao rapidamente para ter mais conteúdo, procura no google alguma coisa que nao ficou clara.

    Depois vai para os métodos para ver se tem algo que nunca ouviu falar, dá uma buscada para ver se é interessante aprender e quais críticas foram feitas ao método.

    Em seguida leia os resultados, você só chega aqui se o artigo é realmente do seu campo.

    Volte novamente para as figuras, depois a conclusao, e em seguida ao abstract.

    Faca alguns comentários curtos, desenhe se você precisa lembra pra algum tipo de prova ou avaliacao.

    Pronto.

    • Lilianne 31.05.16 at 22:09 - Reply

      Gostei do método do Filipe!!
      Estudando para me submeter à seleção, mas na iniciação sofri muito para ler os artigos, faltou essa dica Filipe!!rsrs

    • Aderlane 09.11.17 at 16:42 - Reply

      Assim se faz, assim também faço com pequenas variações. Se não encontrar referencial adequado já pula para o próximo. Insistir com muita informação não é conveniente.

  12. Cecília Rios 15.07.17 at 20:32 - Reply

    Que super dica, vou experimentar! Obrigada!

  13. Gabriel Petrini 17.05.18 at 10:31 - Reply

    Ótima dica! Vou tentar aplicar e fazer algumas adaptações para Humanas.

  14. Carla vanessa suaris meireles 26.09.18 at 12:57 - Reply

    Parabéns pelo método. Vou utiliza-lo.

  15. Jadson Nascimento de Jesus 28.09.18 at 21:18 - Reply

    Gostei, parabéns e continue.

Leave A Comment