E se nada der certo?

Sempre existem aqueles momentos que a vontade é gritar e jogar tudo pro alto!!! Ou que você se vê sem perspectivas de futuro na pós-graduação… Nesses momentos, rir é o melhor remédio! Então, aqui vai uma lista realista bem-humorada de todos os possíveis empregos e empreendimentos que você pode tentar se nada der certo nessa vida de academia e pesquisa.

Empregos noturnos
Você se lembra quantas noites já passou em claro escrevendo artigos, dissertação/tese, preparando apresentações, seminários, ou até mesmo sem dormir por pura preocupação? Pois é, você já é um zumbiexpert em ficar acordado a noite toda, nada mais justo que arranjar um emprego quer perpetue essa prática. Você pode ser guarda noturno, aproveitando todo seu aporte físico adquirido durante esse tempo na academia (Não, espera…).

Operador de telemarketing
Escutar desaforos do seu orientador ao telefone já não te assusta mais? Então, invista nessa carreira!!!

Cobrador
Quantas e quantas horas, dias, meses você ficou em busca do seu orientador querendo a correção da sua dissertação? Na faculdade, na sala dele, e até na casa do coitado, no caso dos mais ignorados desesperados. Aposto que você se daria muito bem perseguindo pessoas para cobrar o que devem!

Montar um restaurante próximo à universidade
Por experiência própria, nesses longos anos  sofrendo se alimentando no RU, você já sabe tudo o que os universitários não gostam de comer. É só pegar o cardápio do RU e fazer totalmente ao contrário!! Vai bombar!

Lavador de pratos
Essa é pra você que vai montar o restaurante (seguindo a dica de cima) com um colega ex-pós-graduando também. Mas, um pré-requisito importantíssimo é exigido: durante a sua pós-graduação você terá que ter lavado toda a vidraria do laboratório onde fazia o seu experimento. Aquele serviço entediante de passar tudo na água destilada mais de 500 vezes. Perfeito! Não haverá pratos mais limpos que o restaurante de vocês!

Consultor econômico
Economizar é com você mesmo. Fazer milagres com o que ganha também! Por que não ajudar outras pessoas que passam pelo mesmo desespero pela mesma situação?

Escritor
Escreva um livro de auto-ajuda contando como você conseguiu sair vivo e ileso da pós-graduação. Sugestão de título? “Seis anos de pós-graduação: eu sobrevivi e sei como te ajudar!” Ah, e escrever é com você mesmo né??

Ou, simplesmente, consiga qualquer emprego que pague o valor da bolsa, afinal, você já está acostumado a chorar com todo esse dinheiro no início do mês!!

By |2016-01-14T14:00:39+00:0008-08-2013|humor|20 Comments

About the Author:

Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, mestre em Biologia Animal pela Universidade de Brasília, onde atualmente cursa o Doutorado.

20 Comments

  1. Muito divertido seu post, Carolina! Ri demais aqui!! “Cobrador” é a melhor!! Valeu pelas dicas hehehe 😉

  2. Raiana Lira Cabral 08.08.13 at 10:15 - Reply

    Carolina! ri demais com sua perspectiva..haahahahahah muito bom texto!!!

  3. Hahahahahah! Eu passo constantemente por este desespero!! Obrigada pelas dicas, dá (ou não) um pouquinho de esperança!

    • Nossa Thais, sempre que esses dias de desespero vierem me assombrar vou dar um pulinho aqui e ver que nem tudo está perdido… kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Leonardo 08.08.13 at 11:07 - Reply

    Muito bom! Gostei muitissimo!
    Parabens pelo bom humor e criatividade!!
    E boa sorte com sua tese 😉

    • Obrigada Leonardo!!! Sorte pra nós.. Porque senão já sabe né… Já podemos ir escolhendo um dos empregos acima… Hahahahahaha!

  5. Muito bom o texto! Eu deveria me preocupar por já ter passado por tudo isso nos 5 anos da graduação e ainda ter os 6 de pós pela frente? Acho que vou começar a entregar currículos para cobrador e lavador de pratos hoje mesmo! (e poupar tempo) aeiouhaeouhe

    • Ana Paula, se eu abrir um restaurante juro que te chamo pra lavar os pratos, junto comigo!!! Tenho muitas horas acumuladas lavando vidraria!!! Me manda o currículo depois… Hahahahaha!!!

  6. Melka 08.08.13 at 12:08 - Reply

    Juro que já pensei em ter um restaurante mas a ser operadora de telemarketing… foi demais… curti seu texto

  7. Aline Ribeiro 08.08.13 at 12:29 - Reply

    Muito bom Carol!
    Ri mtoo!

    Bjos

  8. jose oomaciel 08.08.13 at 14:24 - Reply

    Valeu, garota! Além de reais, as dicas são hilárias.

    • jose maciel 08.08.13 at 14:25 - Reply

      Caramba! Agora meu nome saiu correto. . .

  9. Patrícia Resende 08.08.13 at 14:52 - Reply

    @carolina
    Você encantou-me com esse texto. bela perspectiva!!!!! abraços

  10. LILIANE 08.08.13 at 16:30 - Reply

    Adorei o texto. è bom compartilhar as “dores” com os colegas e saber que todos passamos pelos mesmos apertos.

  11. Muito bom o texto, Carol! Eu sempre disse que “se nada der certo, viro hippie”, mas agora estou tranquilo com as várias possibilidades rsrs. Já me sinto inclinado ao cargo de lavador de pratos. Me diverti muito.

Leave A Comment