Como elaborar um projeto de pesquisa

O projeto de pesquisa é o primeiro passo de toda pesquisa científica. Mas elaborar um projeto antes de iniciar uma atividade não é exclusividade da Ciência. Antes de construir uma casa, iniciar uma empresa, realizar uma viagem ao exterior ou criar uma campanha de marketing, por exemplo, também é necessário realizar um planejamento que minimize os riscos e aumente a probabilidade de sucesso.

Antes de começar a construir uma casa, você procura se informar sobre os materiais de construção que terá de adquirir, sobre a mão-de-obra que precisará contratar e, principalmente, sobre o dinheiro que terá que desembolsar, tendo em mente qual é a aparência, o resultado final, da obra que você quer realizar.

Em um projeto de pesquisa, o raciocínio é exatamente o mesmo: realizar o planejamento detalhado de uma pesquisa que se pretende realizar.

Assim, antes de iniciar uma pesquisa científica, é preciso pensar em respostas para perguntas como “Por qual motivo estou realizando essa pesquisa?“, “Que infraestrutura será necessária para realizar essa pesquisa?“, “Qual é a melhor forma de realizar essa pesquisa?” e “Que recursos humanos e financeiros serão necessários?“. Além de facilitar o trabalho e antecipar dificuldades, o projeto proporciona ao cientista a chance de refletir sobre a pesquisa como um todo, antes mesmo de começá-la.

Compreender as partes de um projeto de pesquisa se torna muito mais fácil quando se tem um bom conhecimento sobre o método científico. De maneira geral, as etapas do método científico para a resolução de um problema consistem em:
– definição e delimitação de um problema de pesquisa;
– formulação da hipótese;
– coleta de dados;
– análise e interpretação dos resultados; e
– rejeição ou não rejeição da hipótese (Vianna, 2001).

Como as pesquisas científicas diferem muito entre si, não se pode falar em um roteiro rígido para elaboração de projetos de pesquisa. É possível, no entanto, oferecer um modelo relativamente flexível, que considere os elementos considerados essenciais. Assim o roteiro a seguir foi elaborado de acordo com manuais de universidades e de institutos de pesquisa, em observância às normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

1. Formule um bom problema de pesquisa

projeto de pesquisa

De modo geral, o cientista inicia o processo de pesquisa com a escolha de um tema de pesquisa, que por si só não constitui um problema de pesquisa. Ao formular perguntas sobre o tema, provoca-se sua problematização. Portanto, a maneira mais fácil e direta de formular um problema de pesquisa é elaborar uma pergunta sobre determinado tema (Santos, 2015).

A pergunta que você gostaria de responder por meio da sua pesquisa é a base fundamental do seu projeto de pesquisa. Os objetivos da pesquisa serão elaborados de acordo com essa pergunta. Os métodos propostos deverão possibilitar a descoberta da resposta para essa pergunta. Os resultados esperados deverão estar relacionados com essa pergunta.

Note que o problema de pesquisa, elaborado na forma de pergunta, norteará a avaliação de todas as partes do projeto de pesquisa, de forma que todo o planejamento seja realizado da maneira mais adequada possível para resolver o problema de pesquisa. Por isso, perguntas mal elaboradas costumam resultar em pesquisas igualmente de má qualidade (Cervo e Silva, 2006).

De maneira geral, as perguntas podem ser divididas em três grupos:
– Como esse fenômeno é? (Descrição)
– Com o que esse fenômeno está associado? (Associação)
– No que esse fenômeno interfere? Ou o que interfere nesse fenômeno? (Associação com interferência)

Um bom problema de pesquisa deve ser:
– claro e preciso (todos os conceitos e termos usados em sua enunciação não podem causar ambiguidades ou dúvidas);
– empírico (ser observável na realidade; que pode ser captado pela observação e por meio de técnicas e métodos apropriados);
– delimitado (deve estabelecer os limites da pesquisa);
– passível de solução (é necessário que exista uma maneira de produzir uma solução para o problema com o tempo e os recursos disponíveis).

2. Formule a hipótese do seu trabalho

projeto de pesquisa

Uma hipótese é uma resposta provisória ao problema, com intenções de ser posteriormente demonstrada. A hipótese é necessariamente uma afirmação, que consiste em uma resposta à pergunta definida como problema de pesquisa, que ainda não foi testada (Andrade, 2014).

Essa possível solução para o problema, a hipótese, será declarada falsa ou verdadeira após a realização da pesquisa científica. Boa parte dos testes estatísticos são realizados para auxiliar na tomada de decisão sobre rejeitar ou não rejeitar uma hipótese.

Em relação às principais características, uma boa hipótese deve ser:
– uma afirmação (uma hipótese não é uma pergunta, uma hipótese é uma afirmação sobre algo);
– simples (uma boa hipótese é escrita em linguagem simples, de maneira a expressar exatamente a teoria que será testada por meio da pesquisa científica);
– sujeita à negação (uma hipótese deve poder ser negada. Caso seja impossível estabelecer a sua negação dificilmente será considerada uma hipótese).

Mas então toda pesquisa científica possui uma hipótese? Não. Existem pesquisas, muito úteis, que são apenas exploratórias. A finalidade destas pesquisas exploratórias é obter informações sobre um assunto ainda pouco conhecido. Portanto, o objetivo é apresentar novas evidências, ideias e até mesmo concluir que algo não existe. Ao final de uma pesquisa exploratória, o cientista conhecerá mais sobre determinado assunto e, por isso, estará apto a construir hipóteses a partir dele (Barros e Lehfeld, 2007).

3. Elabore os objetivos gerais e específicos

projeto de pesquisa

Os objetivos constituem a finalidade de um trabalho científico, ou seja, o que se pretende atingir com a realização da pesquisa. O objetivo segue a mesma ideia da pergunta, redigido, entretanto, como uma sentença afirmativa direta. Se o problema de pesquisa é a questão a ser investigada, o objetivo é o resultado a ser alcançado (Lakatos e Marconi, 2010).

Dependendo da magnitude do projeto de pesquisa, os objetivos podem ser divididos em gerais e específicos. Como o próprio nome diz, os objetivos gerais são aqueles mais amplos. Na maioria das vezes, o primeiro e maior objetivo do cientista é o de obter uma resposta satisfatória ao seu problema de pesquisa.

No entanto, para se cumprir os objetivos gerais é preciso delimitar ações mais específicas, chamadas de objetivos específicos. São estes objetivos específicos que, somados, irão proporcionar a realização do objetivo geral (Perovano, 2014).

A formulação dos objetivos – sejam eles gerais ou específicos – se faz mediante o emprego de verbos no infinitivo: avaliar, testar, descrever, investigar, identificar etc.

Temas, problemas, hipóteses e objetivos

projeto de pesquisa

Alguns exemplos de temas, problemas, hipóteses e objetivos de pesquisa:

Tema de pesquisa: estresses abióticos em plantas
Problema de pesquisa: a aplicação foliar de aminoácidos afeta a tolerância das plantas de soja à seca?
Hipótese: a aplicação foliar de aminoácidos aumenta a tolerância das plantas de soja à seca.
Objetivo geral: avaliar o efeito da aplicação foliar de aminoácidos sobre a tolerância à seca em plantas de soja.
Objetivos específicos: avaliar os mecanismos de tolerância à seca em plantas de soja; avaliar as repostas fisiológicas das plantas de soja à aplicação foliar de aminoácidos; verificar se existe correlação entre a aplicação foliar de aminoácidos e a tolerância de plantas de soja à seca.

Tema de pesquisa: Consumo de drogas
Problema de pesquisa: Qual é a influência do status social do jovem no consumo de drogas?
Hipótese: O consumo de drogas independe do status social dos jovens.
Objetivo geral: Avaliar a influência do status social do jovem no consumo de drogas.
Objetivos específicos: avaliar as principais causas do uso de drogas entre jovens; caracterizar o perfil dos jovens que consomem drogas; investigar se existe correlação entre o status social e o consumo de drogas.

4. Revisão bibliográfica

projeto de pesquisa

Acredite: alguns dias na biblioteca podem evitar meses de trabalho errado no campo. Relacione os conceitos básicos do tema escolhido com as aplicações sobre o problema de pesquisa formulado. Levante o “estado da arte”, ou seja, quais informações já foram descobertas a respeito do problema de pesquisa e quais são as fronteiras do conhecimento nesta área.

Comece pelos livros clássicos, aqueles que são referência área do projeto de pesquisa, e afunile as informações os resultados publicados na forma de artigos em periódicos científicos. Ao ler estes artigos científicos, procure não se ater apenas aos resultados encontrados, mas também aos procedimentos utilizados na pesquisa (Andrade, 2014).

Uma revisão bibliográfica bem escrita irá fornecer indícios sobre os rumos que a pesquisa deve seguir, sobre os procedimentos adequados e, principalmente, irá proporcionar informações que serão utilizadas na discussão dos resultados, quando a pesquisa já estiver na fase de análise de dados (Creswell, 2010). Ou seja: caprichar na revisão bibliográfica do projeto de pesquisa pode facilitar o trabalho da redação posterior do artigo ou da monografia.

5. Material e métodos

projeto de pesquisa

Na seção de “material e métodos” devem ser listados todos os procedimentos, materiais, equipamentos e métodos necessários para testar suas hipóteses e alcançar seus objetivos. Em áreas experimentais, essa parte do projeto de pesquisa costuma seguir o seguinte roteiro: localização da área experimental, delineamento experimental, tratamentos avaliados, controle das condições experimentais, variáveis analisadas e análise estatística (Vianna, 2001).

Mas como saber se o “material e métodos” do seu projeto de pesquisa está bem escrito? Simples: entregue seu projeto de pesquisa a uma pessoa que não é da sua área e verifique se ela conseguiria executar sua pesquisa exatamente da forma que você executaria. Se ela tiver dúvidas sobre como deve realizar algo, provavelmente seu projeto não está suficientemente claro.

6. Cronograma

O planejamento dos procedimentos descritos na seção “material e métodos” ao longo do tempo é realizado no Cronograma de Execução. Geralmente o cronograma é disposto em uma tabela com as atividades nas linhas e os meses ou as quinzenas nas colunas (Parra Filho e Santos, 2011).

7. Referências bibliográficas

Tudo aquilo que não é de sua autoria deve ser devidamente referenciado por meio de paráfrases (preferencialmente) e listado nas referências, caso algum outro pesquisador ou consultor queira ter acesso às obras citadas.

8. Introdução

Como o próprio nome define, a “introdução” é a parte do trabalho que introduz o leitor ao tema da pesquisa. Deve ser escrita de maneira que forneça uma visão geral da pesquisa a ser realizada, situando o problema no contexto a ser trabalhado (Severino, 2015).

Embora esteja disposta nas páginas iniciais do projeto de pesquisa, a introdução é mais facilmente elaborada quando as outras partes do projeto já tiverem sido redigidas, ou seja, agora que a essência do projeto já foi redigida, é possível ter uma visão mais ampla do projeto de pesquisa.

Apresente ao leitor qual será a sua pesquisa e porque pretende executá-la. Isso envolve mostrar a problemática que originou a pesquisa e a fundamentação que o levou a escolher seu objetivo. Na introdução, portanto, estão contidas as justificativas do tema abordado. Convença o leitor sobre a importância e a originalidade da pesquisa proposta.

9. Título do projeto de pesquisa

projeto de pesquisa

Apesar de ser o primeiro item a ser lido em um projeto, o título também pode ser escrito quando já se tem uma visão mais abrangente do projeto.

Algumas dicas importantes:
– evite começar o título com as palavras efeito, influência, avaliação, estudo, interação, etc. Se você está estudando, é óbvio que é para ver o efeito, a influência e por aí vai.
– comece o título com a palavra mais importante do seu trabalho. Se você fosse resumir o seu projeto de pesquisa em uma única palavra, qual seria? Pois comece o seu título por ela.
– o título deve ser claro e conciso, permitindo uma compreensão inicial da sua finalidade. Terminada a redação do título, veja a coerência com os objetivos.

By |2018-12-06T01:56:57+00:0001-06-2010|guia, redação científica|85 Comments

About the Author:

Criador e editor de conteúdo do blog, é portador de uma imaginação hiperativa e de uma necessidade patológica de estar sempre bem-humorado. Acredita que a Pós-Graduação, como tudo na vida, pode ser interessante, divertida e descomplicada.

85 Comments

  1. Renato Alessandro Lopes 31.08.10 at 12:59 - Reply

    Gostaria de parabenizar pelo site está sendo de grande ajuda tanto mim como também para a galera aqui da USP de Piracicaba. abração

  2. Um livro bem legal sobre metodologia (ou métodos de pesquisa) é “Metodologia da Pesquisa para Ciência da Computação” de Raul Sidnei Wazlawick. Embora seja um livro destinado à área, sua leitura pode ser realizada por qualquer pessoa de outras áreas, pois é bastante geral. O livro é tão legal que emprestei o meu p/ 2 pessoas, e elas acabaram adquirindo suas próprias cópias.

    Recomendo fortemente!

    []’s

    Carlos

    • Rayssa 16.01.17 at 23:40 - Reply

      Obrigada pela dica!

    • Rogerinho 02.06.18 at 20:59 - Reply

      Obrigado pela dica, Carlos. Comprei e já tô acabando de lê-lo. Muito elucidativo!

  3. João José da Silva 10.11.10 at 22:02 - Reply

    Achei de grande relevância o trabalho aqui traçado.Valeu!

  4. Socorro Rabelo 22.12.11 at 00:31 - Reply

    gostaria que me ajudasse na elaboração de um projeto de pesquisa com o tema:Relação Professor-aluno.
    Tenho muita dificuldade no corpo do projeto.
    Agradeço a gentileza.

  5. Marina 31.05.12 at 15:28 - Reply

    Acabei de passar por esta fase! Ufa!

  6. MONIQUE SIMÕES 03.09.12 at 13:26 - Reply

    Estas dicas estão me ajudando muito. Obrigada.

  7. Dany Rocha007 10.10.12 at 19:28 - Reply

    essa materia vem me ajudando muito;em sala de aula.

  8. salomao25 21.11.12 at 19:47 - Reply

    It was very pleasant to read you tips, hope everything is well with you!

    I really thank you

  9. ailton teodoro 16.01.13 at 21:37 - Reply

    muito obrigado pelas dicas . Esttou precisando muito!

  10. Gerbedele 06.02.13 at 15:35 - Reply

    Muito obrigada por esse blog! Ele simplesmente está me salvando!

    • posgraduando 06.02.13 at 15:57 - Reply

      Obrigado pelo feedback.
      Como geralmente o pessoal só faz críticas, é sempre bom saber que o site está sendo útil para alguém.

      • Mônica 11.05.17 at 11:52 - Reply

        Muito bomm! eu gostei muito das informações! muito obrigada pela ajuda! Parabéns ao Pós-graduando!

    • carlos 22.07.14 at 11:12 - Reply

      muito bom legal gostei

  11. Maria Alice 09.08.13 at 20:39 - Reply

    Obrigada! Entendi direitinho e com certeza vou utilizar suas dicas para montar meu projeto de pesquisa.
    Um abraço!

  12. Danusa Domingos 07.10.13 at 21:50 - Reply

    Parabéns pelo trabalho!!! Dicas úteis e colocadas de maneira muito clara. Perfeito.

  13. Lauro 04.11.13 at 16:21 - Reply

    Parabéns pelo texto! Entretanto, não concordo com apenas uma coisa: na minha opinião, o título deve ser o primeiro a ser definido. No meu caso, se eu não definir o título primeiramente, dificilmente consigo escrever um projeto de pesquisa. Acredito que, uma vez o título estando pronto, fica mais fácil ter uma ideia sobre o que o projeto aborda.

    • Aline 05.06.16 at 00:54 - Reply

      Prezado Lauro, Acredito que o título sim deve ser o último, mas o tema central é realmente primeiro. Acho que vc está confundindo título com tema.

    • Fátima 01.05.17 at 15:16 - Reply

      Creio que o facilitador para desenvolver o trabalho é a definição do problema de pesquisa, estando este bem definido, o título será uma consequência, aliás, bem agradável de se pensar e por último.

    • Angelina 21.05.17 at 14:45 - Reply

      E verdade dra.quem sabe o que faz,sabe aproveitar os meios e as tecnologias.abraço

  14. Laércio Mesquita 04.11.13 at 20:14 - Reply

    Ótima publicação muito clara e concisa.

  15. Rodrigo S. 04.11.13 at 22:13 - Reply

    Trababalho muito conciso e original. Acredito que delimitar o tema no início seja mais prático, evitando-se desvios na temática, mas deixar por último também pode ser eficaz, possibilitando ter uma visão ampla do estudo e então intitulá-lo.
    Contudo, cada pesquisador tem seu método e técnica. O mais adequado é ter em mente que isso é um projeto de pesquisa, logo, não definitivo.

    Abraços a todos.

  16. Patricia 05.11.13 at 08:47 - Reply

    Uma dúvida:
    Pq MATERIAL e métodos e não MATERIAIS e métodos? Afinal serão usados diversos materiais para compor sua metodologia. Particularmente acho estranho ver material em poster e projeto.

    • juju 26.03.14 at 16:03 - Reply

      Material já é uma palavra plural/coletiva 😉

  17. Barbara 05.11.13 at 12:31 - Reply

    Muito bom esse site, vou adicionar aos meus favoritos.

  18. marcia 05.11.13 at 21:37 - Reply

    muito bom

  19. Marta 16.12.13 at 08:36 - Reply

    Olá, pósgraduando,
    Gostei muito do seu site. É didático, bem organizado e tem sido um excelente material de apoio para os meus orientandos, abraço,
    Marta

  20. Lúcia 14.09.14 at 19:14 - Reply

    Olá! Adorei o seu blog, faço psicopedagogia e estou tento uma grande dificuldade para fazer o meu artigo.
    Você me ajudou muito mas, sem delimitar o tema não conseguiria iniciar.
    Obrigada!

  21. Thainara 08.10.14 at 10:07 - Reply

    Muito bom,me foi muito útil.

  22. PATRICK DOS SANTOS 02.01.15 at 11:02 - Reply

    EU GOSTARIA DE FORMULAR UM DISSERTAÇÃO (MESTRADO) SOBRE O TEMA – O FIM DO BÔNUS DEMOGRÁFICO BRASILEIRO E AS IMPLICAÇÕES NO MERCADO DE TRABALHO, ACREDITO QUE TENHO QUE DELIMITAR MAIS ESTE TEMA, ALGUÉM PODERIA ME AJUDAR ?

    • Luís Guilherme 10.12.16 at 18:08 - Reply

      deve localizá-lo espacial e geograficamente. Caso contrário terá que abranger todo o mercado e suas variáveis. delimite por termos independentes e dependentes ficará mais fácil.

  23. vania 13.03.15 at 07:50 - Reply

    gostei do comentário sobre o título como usá-lo

  24. vilson valela 29.03.15 at 08:42 - Reply

    gostei muito do vosso site gostsria que entraria encontacto com vosco

  25. Silvio Fernando Carvalho Brasil 10.04.15 at 08:43 - Reply

    Gostaria de um modelo para analise dos critérios metodológicos vez na questão temática eu já estou resolvido.

  26. Allana Mota 16.04.15 at 09:43 - Reply

    Aff, Esse post me ajudou pra caramba, Obrigado !

  27. Luis 23.04.15 at 11:00 - Reply

    Obrigado pelas dicas. Estou elaborando meu projeto de pesquisa do TCC! No último período apresento o TCC final com esse mesmo projeto que estou fazendo agora.

  28. mepula 09.05.15 at 02:53 - Reply

    gostei muito ajudoume bastante esse artigo. vou me inspirar nele

  29. Germano Costa Neto 26.06.15 at 13:27 - Reply

    Meu caro, uma observação: para os não treinados na elaboração de projetos (como eu, que ainda estou inciando nesse área) creio que tua explicação pode gerar certo confundimento quando é preciso diferenciar ” objetivo” e “metas” . Quando essas seções não são discriminadas (como no teu exemplo), não é problema; entretanto, muitos padrões de projeto exigem uma seção específica pra ” X Objetivos, X.1 Objetivos gerais, X.2 Objetivos específicos” e ” X+1 Metas”. Uma definição de metas difundida entre os livros de metodologia e materiais didáticos de professores (no caso, estou me baseando no material didático do prof. João Batista Duarte, da UFG e as respectivas referencias contidas nele, como em (Botelho, E., 2001, http://www.commit.com.br) e Castro & Lima, 2000): ” Metas são objetivos quantificados; devem ser apresentadas como produtos concretos, mensuráveis e factíveis de avaliação quantitativa; devem representar instrumentos para o acompanhamento e a avaliação do projeto” Enfim, existem outros conceitos que podem ser agregados.Fora isso muito bom, parabéns e obrigado pelas dicas. Forte abraço.

  30. victor paiva 16.07.15 at 11:27 - Reply

    So estudante de psicologia do trabalho estou no terceiro ano preciso que me ajude a escolher um tema de pesquisa. Ti peço isso porque os teu fundamentos são bons e gostei , me ajudaram bastante em entender alguns temas . espero que me ajude por favor

  31. Fabíolla 16.07.15 at 13:39 - Reply

    Gostaria de ajuda para dar início a um projeto de pesquisa, cujo tema é DENSENVOLVIMENTO MOTOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL ATRAVES DA LUDICIDADE.

  32. Francisco Sales 24.09.15 at 13:29 - Reply

    Excelente iniciativa. Parabéns meu amigo!

  33. Letícia Santos 16.11.15 at 08:37 - Reply

    Boas dicas.

  34. Douglas Duarte 16.11.15 at 10:03 - Reply

    Excelentes dicas 😀

  35. Nessa crise tu pude prometer a cura do câncer que tudo está sendo negado.

  36. Jessyca Oliveira 16.11.15 at 12:07 - Reply

    Com certeza ajuda! rsrs <3

  37. Kathia Lima 16.11.15 at 13:35 - Reply

    Obrigada!!!

  38. Camila Pais 16.11.15 at 18:54 - Reply

    Muito interessante gostei

  39. Thaisa Mirely 16.11.15 at 19:22 - Reply

    o título ‘é que me quebra’ srsrs

  40. Juliana Lameiras 16.11.15 at 21:59 - Reply

    Eu quero saber como me desenrolar de um… ?

  41. Carla Costa 17.11.15 at 08:16 - Reply

    Parabéns!
    É uma excelente prestação de serviço de DC (Divulgação Científica) – a escrita científica, desmistificando o texto acadêmico.

  42. João Henrique Neto 17.11.15 at 08:22 - Reply

    Show de bola!

  43. Maurício Diascânio 20.11.15 at 19:19 - Reply

    Excelente material, a linguagem é clara, de fácil entendimento e as figuras sugestivas!
    Todos os livros de Metodologia Científica que conheço (assim como este material) trazem as informações em tópicos soltos (Tema, Título, Problema, Hipótese, Objetivos, Variáveis…), podendo acarretar na fragmentação das informações e do conhecimento, tornando-se importante lembrar da necessidade e obrigatoriedade da COERÊNCIA E LÓGICA entre todos esses elementos que formam a investigação científica.
    Abs!

  44. Carol 25.11.15 at 11:15 - Reply

    Parabéns pelo Blog !

  45. Rosilene 29.11.15 at 02:37 - Reply

    um muito obrigada por me ajudar, gostaria que me ajudasse mais aindo tenho um travamento em organizar meu projeto apartit da minuta

  46. Nina 01.12.15 at 20:25 - Reply

    Excelente material explicativo!!! Parabéns!!!

  47. Marisa 01.12.15 at 22:22 - Reply

    Òtimo!!!

  48. Thais 11.04.16 at 16:36 - Reply

    Muito bom, pois me esclareceu tudo em uma linguagem mais simplificada.

  49. Esménia José 19.05.16 at 11:17 - Reply

    Meus parabéns pelas dicas dadas neste ambiente de aprendizagem.neste momento encontro-me em dificuldades para elaborar um plano com o tema:ensino da leitura na escola se puderem aceitarei vossa ajuda

  50. Regina Santos 22.05.16 at 17:47 - Reply

    Parabéns. Dicas muito claras e objetivas. Aprendi muito. Deus te abençoe.
    Abraçao.

  51. Sinara 29.08.16 at 19:36 - Reply

    quero faze meu projeto baseado no pilates para fortalecimento da coluna ,ms não estou sabendo como começar.Pode me ajudar quais primeiros passos

  52. Francisco ganga 06.10.16 at 11:12 - Reply

    estou muito agradecido pelas dicas por aqui expostas. encarava serias dificuldades em como poderia elaborar um projecto cientifico. mas mesmo assim nao dexo de pedir ajuda de certas directrizes inerentes a ma nutricao em criancas dos seis meses a seis anos anos de idade.

  53. marta teixeira silva 11.10.16 at 20:32 - Reply

    muito boa as dicas gostaria que me ajudasse meu tema é A contribuição dos jogos educativos e do Lúdico no ensino aprendizagem da mátematica como delimito esse tema e se puder me dar dicas de livros pra pesquisa.

  54. POLLIANA HELENA PAULINO DA SILVA 08.11.16 at 00:55 - Reply

    Nossa muito bom ,muito obrigado por compartilha de forma bem objetiva !!!! Me ajudou muito !!!!!

  55. Lili 10.11.16 at 13:51 - Reply

    Na condição a qual todos aqui nos encontramos… de estudantes, todo e qualquer esclarecimento é bem vindo.

    Muitas das informações aqui dadas, não só nesse post, mas nos outros também, traz informações que até mesmo alguns mestrando amigos meus desconhecem.

    Conhecimento nunca é demais. Obrigada por disponibilizarem essas informações.

    Grata!

  56. Evaldo Valentim 27.02.17 at 18:55 - Reply

    Sou Cirurgião Dentista a 38 anos. A caso de uns 4 anos entendi de Patentear um Fármaco de propriedades inovadoras tanto como a Técnica Terapêutica que lhe dá suporte de efetividade. Fui obrigado a me reinventar. Tornei me um Pesquisador para buscar, através de um Projeto de Pesquisa, apoio dos Centros de Ensino e Pesquisa. Suas orientações para mim foram de grande valia. Obrigado

    Evaldo Valentim
    Migraine Cure

  57. maria alice dos s silva 10.03.17 at 21:37 - Reply

    Parabéns tudo muito bem explicado eu estou com 61 anos e minha capacidade de assimilação não esta tão 100% porem com estas ,explicações detalhadas me ajudou bastante obrigada.

  58. Benjamim Miguel da Fonseca 11.03.17 at 05:21 - Reply

    imuito bom pela dica. obrigado.

  59. Isabella 17.03.17 at 20:06 - Reply

    Essas dicas me ajudaram muito, comecei a faculdade de Biomedicina agora e preciso escrever um projeto de pesquisa, porém não tinha ideia nem de como começar. Muito obrigada pela ajuda.

  60. Darielson sousa rodrigues 20.04.17 at 14:34 - Reply

    parabéns ao site de grande valia as dicas!

  61. Santos Dagar 29.04.17 at 11:12 - Reply

    gostei das instruções pois são bastante claro para arrancar com trabalho, obrigado pela ajuda eu estava sem jeito de como iniciar

  62. Deia Cris 03.05.17 at 20:21 - Reply

    Que página sensacional! Muito bem explicado o conteúdo exposto!

  63. mila 13.05.17 at 20:47 - Reply

    Excelente! Tirou as dúvidas que tinha.

    • luis 17.07.17 at 10:44 - Reply

      gostei muito deste artigo vou tira o exenplo do meu tcc.

  64. Amanda 23.07.17 at 00:46 - Reply

    Gostaria que me desse uma ajuda , meu tema é o que causa o Autismo?

  65. Valter 31.08.17 at 13:31 - Reply

    Muito bom!

    Já passei pela faze do bacharel, primeira pós e agora segunda pós e sempre precisamos de ajuda como essa.

    Obrigado por disponibilizar este site que tanto tem ajudado…

    Parabens!!!

  66. Cidma Madik 16.10.17 at 10:42 - Reply

    O´laa bom dia, muito esclarecedor com relação aos conceitos . Perfeito. Parabêns .
    Esta ordem que segue é de como podemos começar??

  67. Juli Rabelo 02.12.17 at 16:32 - Reply

    Obrigada por usar essa linguagem clara e objetiva!!!! Amei conhecer o blog!!!!

  68. Janaina Oliveira 16.01.18 at 13:49 - Reply

    Muito obrigada, maravilhoso 🙂 um texto fácil e conciso.

  69. valdineibeneditoribeiro 23.01.18 at 16:24 - Reply

    parabens pelo sit omesmo é de grande importância para mim pois estou com muita dificuldade em desenvolver o meu projeto preciso de ajuda. O título do meu projeto é Arte e Ludicidade na Educação Infantil Anos Iniciais

  70. Braima Baldé 11.02.18 at 08:51 - Reply

    Muito bom essas dicas está meajudar miuito, por estou no processo de elaboraçao de projeto de monografia.

  71. Vinny 06.03.18 at 10:47 - Reply

    Ótima explicação, parabéns pelo o conteúdo produzido. Quanto as críticas que fazem, as vezes são de natureza pernóstica (…usa termos incomuns, geralmente sem os conhecer, para aparentar uma cultura que não possui. Fonte: https://www.dicio.com.br/pernostico/), onde não trazem nada de construtivo ou útil, enfim.

    Obrigado mais uma vez.

  72. CLAUDETE FIGUEIREDO 08.08.18 at 05:12 - Reply

    Nossa vc está de Parabéns….conteúdo claro e objetivo . Com fácil compreensão.

  73. Eloíse Almeida 27.08.18 at 22:03 - Reply

    Perfeitoooo! Parabéns

  74. Gilberto Rafael Da Silva Carvalho 03.09.18 at 14:34 - Reply

    Boa tarde,o planos de ideias

    Apos o conhecimento do tema é fundamental a elaboração de um plano de ideias. Devem ser expostas de acordo com coordenação logica ,em que os tópicos pode ser subdivididos?
    por favor explique, quais são esses tópicos?

Leave A Comment