• Como arranjar um namorado durante a pós-graduação?

Como arranjar um namorado durante a pós-graduação?

Longe de mim em QUERER ou SER um guru de relacionamentos! Para conselhos profundos, você pode enviar a SMS com a palavra AMOR para o número 48022! Mas, devido aos apelos recebidos no post: Como fazer para não perder sua namorada para a pós-graduação! Resolvi encarnar o Silvio Santos no extinto Em Nome do Amor (SANTOS et al., 1994), e dar algumas dicas pra você desenca… OOOOps! Encontrar o amor da sua vida! Afinal de contas, já é difícil desencalhar a tese, a gente mesmo… Nem se fale!

BUQUÊ DE ROSAS

Queridas pós-graduandas da área de biológicas, mais especificamente aquelas que trabalham com plantas (biólogas, agrônomas, farmacêuticas…) vocês já imaginaram que o flerte de cada dia pode estar vindo do seu vizinho de bancada? Impossível?! Meninas, algumas vezes quando o seu parceiro de bancada passa a Arabidopsis thaliana para vocês, simbolicamente é como o buquê de rosas trazido pelo Roque! A Arabidopsis thaliana é a indireta mais direta, de todo tímido de jaleco branco!

BINÓCULOS AZUIS

Girls, believe me: Os meninos SEMPRE estão com um binóculo azul espiando vocês. Ma Oe! Isso soou um pouco stalker. Enfim, o que eu quis dizer é que sempre tem um cara de olho em vocês! Quem é? Porra, eu não faço a menor ideia (lembrem-se vocês ainda podem enviar AMOR para 48022), mas acreditem em mim, basta vocês se desligarem um pouco dos ratinhos transgênicos ou das stem cells e começarem a observar… Na real, é só vocês saírem do laboratório para tomar banho de sol na hora do almoço que vocês vão me entender! Eles estão por ai!

DANCE

Não estou falando de dançar literalmente IGUAL ao programa, ao som de Julio Iglesias e cheek to cheek. Mas dancem conforme a música. Deixem a vida levar vocês. Quem sabe você já conhece o seu Fred Astaire e ainda não sabe?! Ou ainda vai conhecê-lo?! De qualquer maneira, não sejam 100% consumidas pela pós-graduação! Gente, nem tudo é a pós-graduação! Existe vida inteligente lá fora… Se perguntem: Quando foi a última vez que eu dancei com um garoto? – Só prometam que não vão se assustar com a resposta…

É NAMORO OU AMIZADE?

E parafraseando o estimado Silvio Santos sempre se pergunte: É namoro ou amizade? – Quiçá aquela gentileza a mais na hora do plaqueamento ou aquele momento em que vocês dividem a lavagem da vidraria ou até o flerte envolvido durante uma extração de DNA podem ser sinais que o seu amigo de bancada na realidade quer algo mais… Por isso, sempre abram as cabeças na pós e o coração para o romantismo…

Ahhh! O amoooooor! =P

By |2018-12-06T01:56:25+00:0008-04-2014|humor|20 Comments

About the Author:

Graduado em Medicina Veterinária pela UENP (2010) e mestre em Ciência Animal pela FMVZ-USP (2013). Lançou seu primeiro romance infanto-juvenil em 2011, intitulado "Flashback em: A Flor de Sakura". E atualmente está ingressando no doutorado em Reprodução Animal pela FMVZ-USP.

20 Comments

  1. Thiago Henrique Nunes dos Santos 09.04.14 at 08:25 - Reply

    Que dizer de um texto tão bem-humorado e romanesco? DIZER QUE A-DO-REI! Dei boas risadas e criei esperanças de amar durante a pós-graduação.

  2. Roberta Arantes 09.04.14 at 09:31 - Reply

    Difícil dizer o que eu curti mais: o texto bem-humorado ou as imagens que já são engraçadas por si só.
    Parabéns pelo texto, Daniel.
    Ficou tudo muito divertido.

  3. Paulo Rogério 09.04.14 at 09:35 - Reply

    Cara, estava sentindo falta dos seus textos. Muito bom!
    A gente dá algumas risadas e volta para o artigo com o ânimo renovado.
    Você tem alguma frequência de publicação? Tipo um dia da semana em que você publica seus textos?

  4. Maria Gabriela 09.04.14 at 12:35 - Reply

    Na última figura, o homem carregando a cerveja é a figura encarnada da gentileza e do cavalheirismo.
    Só que não! kkkkkk

  5. Camila 09.04.14 at 13:06 - Reply

    Texto genial! Só pela citação (SANTOS et al., 1994) já merece parabéns.

  6. Veridiana 09.04.14 at 13:10 - Reply

    Garoto, vc me tirou boas risadas. Principalmente sobre a parte ” Se perguntem: Quando foi a última vez que eu dancei com um garoto? – Só prometam que não vão se assustar com a resposta…”

    😉

  7. Daniel João 09.04.14 at 13:10 - Reply

    Ou ainda, depois daquele dia cansativo no laboratório ir para o bar da esquina tomar uma cervejinha… Quem sabe o amor da sua vida está lhe esperando na fila do banheiro! Bom, pode parecer furada mas comigo funcionou!!!!

  8. Ana Paula 09.04.14 at 13:43 - Reply

    Senti falta dos concelhos para as alunas dos programas de Educação. Sofremos um bocado hehehehhe.
    Mas o texto está ótimo, parabéns

    • Conselho 09.04.14 at 18:58 - Reply

      Tmbém senti falta dos conSelhos.

    • Um conselho 10.04.14 at 18:30 - Reply

      Não encontrei os “conCelhos”!!!

  9. Cristina 09.04.14 at 13:52 - Reply

    Adorei o seu texto, mas me diz uma coisa colega… em que laboratório vc tá indo que tem tantos colaboradores do sexo masculino? ou eu to no laboratório errado, pq pra onde olho só tem mulher… me fala onde é esse paraiso da testosterona que to indo pra lá… 😛

  10. Flávia Serra 09.04.14 at 15:02 - Reply

    Quase engasgo de rir quando li: “A Arabidopsis thaliana é a indireta mais direta, de todo tímido de jaleco branco!” Exsicatas no geral não contam também?

  11. Beatriz 09.04.14 at 15:50 - Reply

    kkkkkkkkk rindo alto aqui…Amei, principalmente á parte onde diz: “…não sejam 100% consumidas pela pós-graduação! Gente, nem tudo é a pós-graduação! Existe vida inteligente lá fora.
    Minha cara isso! Sou uma consumista pela pós, tudo é pós e não existe vida inteligente lá fora!! Quase isso
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk agora ri alto agora, tipo macabro. 😛

  12. Leandro 09.04.14 at 16:14 - Reply

    No ”laboratório” da matemática, srta. Cristina! 😉
    Muito bom, só não entendi pq o texto está direcionado para a mulherada.

  13. Rafael Almeida 09.04.14 at 19:12 - Reply

    Sacanagem o post ser voltado só aos heterossexuais! E os gays, como fazem? Morrem secos? 😉

  14. Adriana 09.04.14 at 19:48 - Reply

    Como arranjar um eu não sei, mas sei como perder… perdi um de 14 anos, mas a tese foi indicada para publicação 😛 O texto ficou legal! 😀

  15. Barbara 17.04.14 at 13:41 - Reply

    Adorei o texto… por dois motivos:
    1. Na pos-graduacao descobri que adoro danca de salao, em especial o samba de gafieira. Saio tarde do lab qualquer dia, menos quinta-feira! a aula de samba eh sagrada.
    2. Numa festinha de congresso acabei me apaixonando pelo timido de jaleco branco da bancada ao lado, e nem foi preciso ajuda da Arabidopsis thaliana… So um pouquinho de alcool etilico 40% (tequila).

  16. Dayene 17.04.14 at 15:57 - Reply

    kkkkkkkkkk Fala sério. Eu me dei mal, meu namorado na pós-graduação passou num concurso para professor na UFRN e me deu adeus, detalhe namoramos 2 anos na UFV.

  17. Deni 23.04.14 at 10:07 - Reply

    Posso dizer que foi o contrário comigo..Perdi o namorado na Pós!
    Ele ficou muito bruuuto por eu não “desgrudar” do meu colega, e pirou!
    Resultado: fim do romance!
    Maneiro seu texto. amei! e Espero ter mais sorte na próxima pós..rss

  18. Camila 26.04.14 at 09:19 - Reply

    KKKKKKKKK! Adorei! Texto muito divertido. Parabéns!

Leave A Comment