Ciência na internet: Por onde começar?

Se alguém resolvesse buscar pelo seu nome no Google agora, o que encontraria? Não, não estou falando do seu perfil no Facebook. Como as pessoas teriam acesso ao seu perfil profissional e científico? Sim, claro, encontrariam seu currículo no Lattes e no Linkedin. E o que mais? Você já pensou em utilizar a internet como um veículo para expor conteúdos de cunho científico? Para o sim ou para o não, tentarei clarear um pouco as ideias e incentivá-lo(a) a embarcar agora mesmo nessa empreitada.

Por que publicar online?
A internet como meio para transmitir seu conhecimento é mais uma forma de você ser conhecido no meio acadêmico/científico, só que com a vantagem de poder se apresentar de uma forma menos engessada que nas publicações convencionais. Já existem diversas plataformas específicas ou adaptadas para isso e utilizá-las pode funcionar como um currículo online.

Além disso, o fato de escrever na internet por si só é um grande treinamento  profissional, pelo exercício da escrita em si e por criar uma disciplina de pesquisa de material, seleção de conteúdo, elaboração e revisão de textos. Quem pensa em utilizar essa ferramenta deve lembrar da responsabilidade pelo material publicado e você se acostumará e rever tudo várias vezes e a comparar opiniões até formar a sua própria.

Outro ponto, é que você se verá obrigado a pesquisar em outras áreas que não a sua de conforto, seja na preparação do texto em si, seja no contato com os leitores. E escreve bem, quem lê e pensa. Quanto mais, melhor. Será um exercício muito interessante se aprofundar em mares desconhecidos.

O que publicar?
Publique o que quiser, discussões sobre temas relevantes, disponibilize sua publicação científica formal, prepare conteúdos exclusivamente para serem apresentados na plataforma escolhida, enfim, isso é com você. Mas tenha em mente que cada plataforma é mais indicada para um tipo de conteúdo e que esse conteúdo será exibido permanentemente. Então, certifique-se da veracidade do que apresentar e revise exaustivamente qualquer material antes de publicá-lo.

Onde publicar?
Existem diversas plataformas que podem ser utilizadas por quem tem o interesse em começar a escrever na internet e a escolha da(s) plataforma(s) vai depender do material que se deseja expor, da linguagem a ser utilizada e do público que se pretende atingir.

Os blogs compõem a plataforma com a maior gama de possibilidades de conteúdo. Redes sociais, como o Facebook e o Twitter permitem uma resposta mais rápida dos leitores. O Mendeley é um espaço excelente para manter contato com outros perquisadores, participar de grupos de discussão e trocar material. Existem, ainda, as plataformas para gerenciamento e disponibilização dos seus textos, no caso do SlideShare, e de publicações convencionais, como o Google Scholar e o ResearchGate. Outra ferramenta interessante são os podcasts e videocasts, que exigem um tempo maior, da elaboração da pauta à edição.

Periodicidade
Mesmo que você possa publicar “quando bem entender”, o impacto do seu conteúdo dependerá da regularidade das suas postagens. Publicar em um intervalo fixo facilita a vida dos seus seguidores e os torna mais assíduos. Portanto, reserve um tempo para preparar com tranquilidade o material. Imprevistos acontecem, mas não podem virar rotina. Ficar muito tempo sem incluir algo desanima os leitores.

Fique atento aos feedbacks
Cometários nas postagens são um excelente termômetro para verificar se o material está agradando e para mensurar quais assuntos são de maior interesse. Mas não se prenda somente a isso e não se abale com as críticas muito severas. Leve em conta a opinião da maioria e utilize as críticas construtivas para se aperfeiçoar.

As respostas do público são, também, uma oportunidade para fazer contatos e atualizar-se. Na maioria das vezes (quase sempre) os leitores complementam seu conteúdo com aspectos que você não tinha dado a devida atenção.

Antes de finalizar, gostaria de indicar para leitura o artigo Why grad schools should require students to blog, publicado pela Maria Konnikova, na Scientific American.

Bem, esse foi um apanhado geral e bastante superficial. Nas próximas semanas publicarei de forma mais detalhada sobre cada uma das plataforma. Até a próxima semana, quando tratarei dos blogs.

By |2018-12-06T01:56:37+00:0012-08-2013|debates|11 Comments

About the Author:

Engenheiro Agrônomo, atualmente é doutorando em Agronomia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), em projeto conjunto com o Departamento de Qualidade do Solo, Wageningen University & Research Centre (WUR). Vascaíno, é fã de literatura e cinema e nas horas vagas gosta de se passar por escritor de terror/suspense.

11 Comments

  1. Muito legal seu texto, Giovani! Não sabia que o Mendeley também tinha essa parte de discussões, mas o ResearchGate já me ajudou com muitas dicas que não aparecem nos protocolos descritos em artigos. O trecho sobre “Por que publicar online?” está particularmente ótimo!

    • Muito obrigado, Elisa. Nas próximas semanas vou explicando cada plataforma dessas e vamos ver se surgem mais algumas queeu não conhecia (tomara!!).

  2. Daniel Angrimani 12.08.13 at 19:45 - Reply

    Giovani, muito bem escrito! Pô, o seu texto da excelente! Parabéns! Eu concordo com você de utilizar a internet como veículo alternativo de publicação! Estou ansioso pelos próximos textos! Abraço!

  3. Marco Febrini 13.08.13 at 05:58 - Reply

    Parabéns Giovani. Texto muito bem escrito e construído. Também acho muito bom isso de utilizar a “ferramenta” internet, para publicar teorias, pesquisas, etc. Bem legal a postagem, seguirei as próximas 😀 Grande abraço o/

    • Grande Marco, muito obrigado! Pois é, ainda tem muita gente que não utiliza a internet para esse fim, talvez por desconhecimento mesmo. Mas, como diriam no final dos anos 90, “hoje em dia você precisa ter um perfil/site/blog na rede mundial de computadores” rsrs. Grande abraço.

  4. Everton 13.08.13 at 08:47 - Reply

    Muito bom texto, Giovani!

    Também há muito a ser estudado sobre a ciência *da* Internet, em diversas áreas do conhecimento. Quem sabe não ouso escrever sobre isso numa hora dessas :).

    Grande abraço!

    • Olá Everton, muito obrigado! Com certeza ainda falta muito nessa área mesmo. Acho que você deveria escrever sobre isso sim. Aproveito pra falar que vi seu blog e achei muito interessante. Bastante diversificado, informativo e muito bem organizado. A navegação é bem fácil. Parabéns e escreva o texto sim. Abraço!!

  5. Raiana Lira Cabral 13.08.13 at 16:28 - Reply

    Gostei muito do texto Giovani! Super preparado e bem escrito! deu uma incentivada para pensar “fora da caixa” ao pensar em divulgar os resultados das pesquisas…Abraços e aguardo os próximos!!!grata também pera sugestão de leitura!

    • Muito obrigado Raiana! Fico feliz em saber que o texto serviu como um incentivo para pensar em usar essas ferramentas. Espero que nos próximos textos as coisas fiquem mais claras e o pessoal comece a usar a internet um pouco mais nesse sentido. Abraço!

  6. Daniel Petri 24.09.13 at 16:50 - Reply

    Parabéns, Giovani! Texto muito bem escrito. Penso muito em usar essas ferramentas, e recentemente tenho tentado começar um canal sobre ciência no Youtube. Até que tá dando certo.

    Abraços!

Leave A Comment