Surgem muitas dúvidas quando iniciamos uma pesquisa e o processo de criação de um artigo científico. Preocupamo-nos com o objeto e objetivos da pesquisa e nos deparamos com questões como a abordagem, os métodos e técnicas de coleta de dados e como os resultados serão apresentados. A pedido do portal posgraduando.com apresento aqui algumas considerações acerca da redação de artigos científicos na área de Ciências Humanas.

A maior característica de uma pesquisa na área de Ciências Humanas é a compreensão: pretendemos compreender um dado fenômeno. Elegemos um objeto de estudo e nos esforçamos para compreendê-lo a partir de uma área temática (História, Psicologia, Sociologia, Educação, Economia, Direito, Administração, e muitos outros) por meio de suas teorias.

Partimos do princípio que diversos fatores e elementos interagem e influenciam o estado do nosso objeto de estudo. Numa pesquisa na área de Humanas devemos considerar esses fatores e elementos. Aborda-los e compreende-los vai se constituir em objetivos da pesquisa.

Essa compreensão será possível se utilizarmos a abordagem qualitativa. Mas o que significa fazer uma abordagem qualitativa? Significa que o pesquisador parte da conceituação, descrição e caracterização de um dado fenômeno para estabelecer o seu contexto e a partir disso analisar esse fenômeno, suas significantes, relações, causas e consequências de modo interpretativo. A interpretação dos fenômenos e a atribuição de significados são as bases do processo da pesquisa qualitativa.

Esta é uma representação desse processo de pesquisa:

Deste modo, um artigo científico na área de Ciências Humanas precisa apresentar todos esses passos em uma redação clara, coesa e impessoal (não escreva em primeira pessoa, use os verbos sempre no impessoal).

Aqui vai uma dica para a elaboração de artigos científicos na área de Ciências Humanas. Pode ser aplicado em qualquer área temática.

Após verificar a estrutura exigida pelo evento ou pelo periódico ao qual você irá submeter o seu artigo, concentre-se na seguinte fórmula:

É fundamental estar atento às normas de formatação do artigo para que ele seja aceito. Como o artigo tem, em geral, de 10 a 25 páginas, você precisa ter poder de síntese para apresentar as informações mais representativas de sua pesquisa. E, finalmente, apresente resultados. O ponto auge de um artigo é quando o autor apresenta os resultados da pesquisa.

Em relação à parte textual recomenda-se que seja feita a redação em três níveis: introdução – desenvolvimento – conclusão e pode ser seguido o roteiro abaixo:

NÍVEL 1 – INTRODUÇÃO

Tema e Problema de Pesquisa: contextualize o assunto que você pesquisou;

Justificativa: explique porque é relevante estudar esse tema. A justificativa fica mais convincente se estiver baseada em autores da área;

Objetivos: explique o que você pretende com a sua pesquisa: o que quer compreender, identificar, caracterizar, descrever, relacionar, comparar, enfim, qual é a sua meta;

Metodologia: explique como você desenvolveu a pesquisa. Toda pesquisa se inicia com a revisão bibliográfica (referencial teórico) sobre o tema. Em seguida, são estabelecidos caminhos para atingir os objetivos. Na metodologia você deve contar os caminhos que seguiu para concretizar o estudo (aqui deve ser mencionado se há um estudo de caso ou uma pesquisa de campo além da revisão bibliográfica, mas não deve conter informações detalhadas sobre os mesmos).

Finalize a introdução indicando o primeiro assunto a ser apresentado na revisão bibliográfica (nível 2 – desenvolvimento).
Nota A: A introdução deve ser redigida em texto único, sem tópicos ou subitens.

Nota B: Uma dúvida comum é se na introdução pode constar referências de autores. É uma questão de estilo, mas eu defendo a ideia do uso de autores na introdução. Se a justificativa do seu estudo é apresentada na introdução e ela fica mais convincente se estiver baseada em autores da área, consequentemente sua introdução apresentará referencia de autores.

NÍVEL 2 – DESENVOLVIMENTO

A partir daqui você começa a apresentar os resultados de sua pesquisa. O primeiro resultado que você deve apresentar são os dados coletados na revisão bibliográfica. Divida sua pesquisa em capítulos (tópicos), dê nome a eles e escreva as principais considerações a respeito do tema.

LEMBRE-SE: você está redigindo um artigo na área de Ciências Humanas. Você precisa compreender um dado fenômeno, seu objeto de estudo. Portanto, nesses capítulos devem aparecer:

Conceitos – Definições – Características – Descrições – Relações – Causas e Efeitos

Tudo isso deve ser apresentado com foco nos objetivos de sua pesquisa.

Se o seu estudo for baseado apenas em pesquisa bibliográfica você deve se certificar de que todos os capítulos estão articulados entre si e que juntos eles garantem o sucesso da pesquisa, ou seja, que fique claro que você atingiu o objetivo proposto.

Há pesquisas que necessitam, além da revisão bibliográfica, de uma pesquisa de campo (universo da pesquisa composto por vários participantes, uma população) ou um estudo de caso (um único objeto de estudo). Se esse for o seu caso, após apresentar a revisão bibliográfica como descrito acima, inicie um tópico ou capítulo com o nome PESQUISA DE CAMPO ou ESTUDO DE CASO e relate a sua experiência. Não se esqueça de evidenciar a metodologia usada para essa fase da pesquisa.

Encerre esse nível discutindo os resultados. Lembre-se de que é uma abordagem qualitativa e que, portanto, você ira fazer uma análise interpretativa com base nos autores e referências da área.

NÍVEL 3 – CONCLUSÃO

Nesta parte o pesquisador apresenta a conclusão de sua pesquisa. Siga esses passos:

1 – Volte aos objetivos da pesquisa e relembre o seu leitor de que você os atingiu, conforme demonstrado no desenvolvimento do artigo;

2 – Faça uma breve síntese dos resultados;

3 – Apresente a contribuição do seu estudo (deve estar ligada a justificativa)

Recomenda-se que na conclusão não seja mencionado nenhum autor. A conclusão deve ser sua.

Essas são as minhas dicas para a redação de um artigo na área de humanidades. Porém, não há receita para um bom artigo cientifico. Mas uma coisa é certa: LEIA, LEIA MUITO. Quanto mais informações você obter sobre o tema a ser pesquisado e quanto mais artigos ler e melhor compreender a sua estrutura, mais chances você terá de escrever um bom artigo na área de Ciências Humanas.
______________________________________________

Texto escrito por Caroline Kraus Luvizotto, socióloga, doutora em Ciências Sociais, professora do Programa de Mestrado em Educação da UNOESTE, colaboradora assídua do posgraduando.com e autora do http://carolineluvizotto.wordpress.com.