Nossa vida é uma beleza, desde pequeninos somos orientados a estudar, estudar, estudar! E realmente é preciso! Afinal se para quem estuda já está complicado…

Passamos por diversas fases, pré-escola, ensino fundamental e médio, a grande mudança ocorre com a graduação. Ah sim, todas aquelas regras e normas das escolas são deixadas para trás, agora você é responsável por suas ações e notas, é responsável por passar no vestibular ou arcar com os custos de uma faculdade.

Mas, de repente, como num piscar de olhos, você termina a graduação! Sim, passa rápido, você vai para lá todos os dias, fica entretido com as aulas (ou não) e faz o TCC naquele stress de trabalho em grupo, acabou! Eba!

Chega de estágio e ganhar pouco, chega dessa vida!

Aí vem uma necessidade, a pós-graduação. Cada um tem seus motivos para realizar uma pós-graduação, os dois principais são:

DESTAQUE
O mercado de trabalho está cada vez mais concorrido, milhares de bacharéis terminam seus cursos a cada semestre. Com isso, as empresas criam cada vez mais filtros de seleção e uma pós pode fazer a diferença, para conseguir um emprego ou uma promoção;

CONHECIMENTO
Faculdade é bom, mas por incrível que pareça você pode sentir a sensação de superficialidade, afinal são tantos assuntos, tantas disciplinas, mesmo em um curso com ênfase você nunca verá o assunto com profundidade. Se você deu um tempo depois da faculdade, será uma ótima maneira de se atualizar;

Além disso, a pós é legal para networking e conhecer pessoas da sua mesma área de atuação, essa troca de experiências é sempre válida.

Você começa a buscar opções e surge a primeira dúvida: Lato ou stricto sensu?

Bom, a pós lato sensu compreende os cursos de especialização e MBA, já o stricto sensu compreende os cursos de mestrado e doutorado, aí depende seu objetivo de vida, a pós lato sensu é mais voltada para o ambiente corporativo, enquanto a stricto sensu é voltada para o ambiente acadêmico.

Isso não significa que um anula o outro. Você pode fazer um mestrado e continuar no mercado de trabalho, ou fazer uma MBA e dar aulas em uma faculdade que permita.

A principal diferença está na carga de pesquisa, um curso stricto sensu exigirá muito mais horas de trabalho de você, devido ao foco acadêmico, é um estudo mais profundo do tema, enquanto a lato sensu é uma especialização, terá pesquisa também, mas focada nos negócios.

Bom, decidido isso, tem a escolha da instituição. Busque as avaliações do MEC, avaliações de revistas, opiniões de amigos, colegas, veja os currículos dos professores e ementas do curso, duração, avalie se será útil para sua área de atuação e a quantidade de aulas presenciais e depois veja o preço e formas de bolsa de estudo.

A maioria das instituições de ensino possuem um processo seletivo especifico para pós que envolve geralmente uma análise curricular e entrevista. Dependendo da instituição e concorrência você terá que fazer provas especificas e apresentar um pré-projeto (principalmente stricto sensu).

Rumo a pós-graduação então! Mas é a vida! Temos que estudar sempre, é um processo constante.

Boa-sorte!

______________________________________________

Texto escrito por Roberta Casimiro – Mestranda em Organizações na Uninove e graduada em Administração.