Tem dias que você sente sua mente pesada, cansada e incapaz de ter uma boa ideia. As vezes o corpo também fica cansado e cheio de tensão… Geralmente esses dias acontecem perto de uma entrega de algo importante.

#chegajunto! Você não está sozinho, amigo!

Nesses momentos é natural que tenhamos pouca (ou nenhuma) paciência para esperar as ideias fluírem… E tal como o tempo de bloqueio criativo varia de pessoa para pessoa, o caminho mais breve para atravessar essa fase (sim ela passa!) é pessoal.

Mas posso dar umas dicas…

1) Relaxar é preciso…. todos os dias!
Ansiedade só atrapalha! então, a minha experiência para evitar bloqueios criativos é me permitir relaxar! E tornar esse momento de descanso diário, como comer e tomar banho. Ai você diz: – descansar a mente e o corpo todos os dias… como se eu não tenho tempo?

2) O tempo é o que a gente faz com ele.
Acredite, você merece 30-40 minutos do seu dia para dedicar a desobstrução das ideias e descanso mental. Como for melhor pra você, mas de preferência longe do computador, pra não lembrar do trabalho. E da TV também… Mesmo se eles te relaxam de algum modo, os dois são ansiogênicos….

3) Saturou? Muda!
Eu pratico a seguinte coisa: saturou? Muda! Coloco tênis e saio para andar pelo meu bairro, vou à minha prática religiosa, faço um exercício de Yoga, ligo o som numa musica que eu gosto muito e danço… Enfim, depois tomo um bom banho e tento mais um pouco. Geralmente funciona bem.

4) Varie o ambiente de trabalho.
Outra coisa que me ajuda quando estou escrevendo é frequentar ambientes diferentes. Exemplo, vou a biblioteca um dia, sempre ajuda ver alguém trabalhando! É como pertencer a um grupo, e eu me empolgo ao ver o outras pessoas focadas. Ou então vou a uma cafeteria tranquila; levo os fones de ouvido e escrevo um pouco lá. Ou ainda levo um artigo impresso pra ler numa praça, numa sombra bem bacana. Mas aí cuidado com as formigas. =]

5) Medite.
Depois que comecei a praticar meditação, consigo me concentrar muito mais e focar minha atenção com mais facilidade. Sugiro fortemente; siga a tradição que mais lhe deixar confortável (budista e cristã são as que eu gosto mais). 10 minutinhos podem ser milagrosos!

6) Pratique exercícios.
Parece clichê e o tempo é curto, eu sei! Mas a endorfina fará por você mais do que você imagina! Dizem que depois de 3 meses fazendo uma atividade com regularidade e com um horário definido seu corpo te ajudará a manter a disciplina. Não custa tentar!

7) Tenha vida social.
Acredite é possível! Nesses momentos evite falar da sua tese/dissertação/artigo/etc. Seus amigos e família te ajudarão se você pedir. Divirta-se e seja feliz. Isso também te dará mais endorfina!

8) tenha um caderno de anotações.
Quando estamos focados, as ideias aparecem quando menos esperamos. É bom estar precavido! Eu gosto muito do estilo moleskine papel branco sem linhas. Desenhos e rabiscos ajudam no brainstorm também.

9) Mantenha-se criativo.
Estimule sua criatividade com filmes, livros (não acadêmicos), revistas, jornal, visita a museus, exposições. Veja coisas bonitas e construtivas, colabore com o seu cérebro! E na dúvida volte ao item 3!

10) Peça ajuda.
Tem sempre um amigo da sua área, colaborador de trabalho, companheiro(a) gentil, familiar legal, orientador presente, IC ávido de informação. Dê seu material para ele ler, mesmo que esteja incompleto. Ele te ajudará com lacunas e opiniões. Mas saiba acolhe-las, ok?!

Essas dicas foram construídas com muitas conversas com amigos e familiares que passaram ou não pela pós-graduação. A eles serei sempre grata!

E você, tem alguma dicazinha ai pra mim?!