No primeiro artigo sobre LaTeX, falei (rapidamente) sobre a instalação do sistema (usei o exemplo para Mac), do TeXShop, e da estrutura básica de um paper. Naquele artigo, havíamos criado um documento simples, repetido abaixo:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
\documentclass{article}
\usepackage[fusion_builder_container hundred_percent="yes" overflow="visible"][fusion_builder_row][fusion_builder_column type="1_1" background_position="left top" background_color="" border_size="" border_color="" border_style="solid" spacing="yes" background_image="" background_repeat="no-repeat" padding="" margin_top="0px" margin_bottom="0px" class="" id="" animation_type="" animation_speed="0.3" animation_direction="left" hide_on_mobile="no" center_content="no" min_height="none"][portuguese]{babel}
\title{Meu primeiro artigo em {\LaTeX}}
\date{\today}
 
\begin{document}
\maketitle
 
Escreva aqui o seu artigo! % e faça quantos comentários quiser
% comentários não são compilados e portanto não aparecem no pdf
 
\end{document}

Neste artigo, abordarei os seguintes pontos:

Acentos, negrito/itálico/sublinhado.

Seções.

Formatação: tamanho de fonte, espaçamento entre linhas, e margens.

Após ler este artigo, assista ao vídeo, que mostra o que vimos até agora na prática.

Estamos apenas focando no básico por enquanto, para que mais tarde você tenha autonomia suficiente para buscar ferramentas específicas para as suas necessidades, que variam de área para área.

1. ACENTOS

Primeiramente, vamos entender como utilizamos acentos em LaTeX. Se você tentar digitar acentos de maneira tradicional (“á”, “ç”, etc.), esses caracteres não serão compilados. Em LaTeX, é preciso um comando, uma sintaxe, específica para isso.

O primeiro passo é escapar o acento com uma barra invertida. Somente então inserimos a letra que queremos acentuar. Além disso, você pode englobar ambos com chaves. Veja exemplos abaixo, comentados.

1
2
3
4
5
6
{\'a}   % acento agudo na letra "a" 
{\~o}   % til na letra "o"
{\^a}   % acento circunflexo na letra "a"
{\`a}   % crase
{\c c}  % cedilha na letra "c"
{\"a}   % trema na letra "a"

Você deve ter percebido que acento e letra são entidades independentes. Ou seja: você poderia colocar cedilha em um “f”, por exemplo. Basta utilizar {\c f}. Você tem, portanto, controle total sobre o que está fazendo. Além disso, os acentos não apresentam problemas de formação/configuração. Para negrito/itálico/sublinhado, utilize os seguintes comandos:

1
2
3
\textbf{}     % negrito
\textit{}     % itálico
\underline{}  % sublinhado

2. SEÇÕES

Agora, vamos inserir algumas seções no artigo. Começamos pelo resumo, e seguimos com uma introdução, uma seção sobre métodos, e uma conclusão — apenas para exemplificar.  

Estamos apenas desenhando o “esqueleto” do artigo, uma prática comum até mesmo em Word. Para inserir uma seção, usamos a função “\section{}”. Para o resumo, use “\abstract{}”.

Abaixo de cada uma dessas funções, utilizaremos outra função, chamada “\label{}”, que serve para criar uma “identidade” em cada seção.

O label de uma seção serve para fazermos referência a essa seção no futuro. Dessa forma, você pode alterar o nome da seção, mas o label permanecerá igual. O label será “invisível”, já que faz parte do conteúdo, e não da forma.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
\documentclass{article}
\usepackage[portuguese]{babel}
\title{Meu primeiro artigo em {\LaTeX}}
\date{\today}
 
\begin{document}
\maketitle
 
\abstract{Aqui dentro, voc{\^e} digitar{\'a} o resumo do seu artigo.}
 
 
\section{Introdu{\c c}{\~a}o}
\label{intro}
Escreva sua intro aqui.
\section{M{\'e}todo}
\label{metodo}
Escreva aqui.
 
\section{Conclus{\~a}o}
\label{conclusao}
 
Escreva aqui.
\end{document}

3. FORMATAÇÃO: tamanho de fonte, espaçamento entre linhas, e margens

Inclua um texto qualquer nas seções acima e compile o arquivo. Se você gerou o pdf acima, deve ter notado que as margens são bastante grandes, e que o espaçamento entre linhas talvez não seja o que você deseja.

Para ajustar as dimensões do documento, usaremos um pacote chamado “geometry”. Para ajustar o espaçamento, utilizaremos o pacote “setspace”. Assim que inserirmos os pacotes, poderemos definir dimensões e espaçamentos.

Também vou definir o tamanho padrão de fonte e o tamanho do papel, que serão especificados na primeira linha do script. Veja abaixo:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
\documentclass[letterpaper, 10pt]{article}
\usepackage[portuguese]{babel}
\usepackage{geometry}
\usepackage{setspace}
\title{Meu primeiro artigo em {\LaTeX}}
\date{\today}
 
\geometry{textwidth=6in, textheight=9in, marginparsep=7pt, marginparwidth=.6in, top=30mm, bottom=25mm}
\begin{document}
\maketitle
 
\doublespacing
\abstract{Aqui dentro, voc{\^e} digitar{\'a} o resumo do seu artigo.}
 
 
\section{Introdu{\c c}{\~a}o}
\label{intro}
Escreva sua intro aqui.
\section{M{\'e}todo}
\label{metodo}
Escreva aqui.
 
\section{Conclus{\~a}o}
\label{conclusao}
 
Escreva aqui.
\end{document}

Pronto: agora teremos espaçamento duplo, letra tamanho 10, margins ajustadas e papel carta.

O último ponto estrutural importante que precisamos cobrir são as referências bibliográficas (próximo artigo).

Você certamente está pensando que o que fizemos acima é muito trabalhoso; que não vai conseguir lembrar de todos esses comandos.

Essa sensação é normal!

Você não precisa decorar o que vimos até aqui. Depois de ter criado o seu “padrão” de artigo, basta copiar e colar todo o preâmbulo em novos arquivos .tex. Além disso, com o tempo, você certamente saberá muitas dessas linhas “de cor” — acredite.

Veja com cuidado o código acima, e verifique se você entende bem o que cada linha está fazendo.

Assista ao vídeo abaixo, em que mostro na prática o que fizemos nestes dois primeiros artigos:

[/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]