Sugestões valiosas para quem está iniciando esta importante e decisiva etapa de um curso de Pós-graduação.

Você não precisa seguir uma ordem

O principal mito em escrever uma dissertação é que você começa escrevendo o Capítulo Um e acaba a redação no Capítulo Cinco. Raramente isto acontece. A forma mais produtiva de escrever uma dissertação ou tese é começar escrevendo aquelas partes com as quais você se sente mais confortável. Logo você começa a mover-se em outras direções completando vários tópicos ou capítulos a medida em que você pensa neles. Em algum momento você estará escrevendo em várias sessões. Você pode expô-las a sua frente e sequenciá-las da melhor maneira para ver o que está faltando ou o que deveria ser acrescentado a sua dissertação. Desta maneira você baseia sua construção naqueles aspectos de seu estudo que lhe parecem mais interessantes. Ou seja, pense naquilo que interessa a você, comece escrevendo sobre isso e então prossiga construindo a partir daí.

Aproveite seu projeto de pesquisa

Se você preparou um projeto de pesquisa detalhado, agora será recompensado! Pegue o projeto e comece por conferir a sua metodologia de pesquisa. Troque o tempo do verbo, do futuro para o passado, e então faça as inclusões ou mudanças de maneira que a metodologia reflita verdadeiramente aquilo que você fez. Agora você pode trocar as sessões ou capítulos da proposta para sessões ou capítulos da dissertação. Siga em frente para a Descrição do Problema e Revisão da Literatura e faça da mesma maneira.

Procure bons exemplos

Releia duas ou três teses ou dissertações bem elaboradas e apresentadas, se possível na sua área. Examine o uso dos títulos, o estilo como um todo, a tipografia e a organização. Utilize-os como um modelo para a preparação da sua própria tese ou dissertação. Desta maneira você terá uma ideia, no início do seu trabalho, de como ficará o seu trabalho quando acabado. Uma perspectiva que lhe ajudará muito!

Escreva de forma clara e que não deixe dúvidas

O estilo do texto da dissertação não é formatado para o entretenimento. O texto da dissertação deve ser claro e sem ambiguidade. Para fazer isto adequadamente você deve preparar uma lista de palavras chaves que são importantes para sua pesquisa e então deve usar esse conjunto de palavras chaves em todas partes do seu texto. Não existe nada mais frustrante para quem lê do que um manuscrito escrito com várias palavras alternativas para dizer a mesma coisa.

Cuidado com as conclusões/considerações finais

Se você está incluindo uma seção de Conclusões/Considerações finais em sua dissertação, certifique-se de realmente apresentar conclusões e considerações finais. Frequentemente o autor usa essa sessão para meramente reafirmar os resultados da pesquisa. Não me faça perder tempo. Já li os Resultados e a Discussão e agora na seção de Conclusões/Considerações finais quero que você me ajude a entender o que significa tudo isso – esta é uma parte chave da tese ou dissertação e às vezes é melhor fazê-la depois de ter se afastado alguns dias de sua pesquisa, o que lhe permite colocá-la em perspectiva. Se você fizer isso, sem dúvida será capaz de visualizar uma variedade de novas ideias que ajudarão a conectar sua pesquisa a outras áreas. Eu geralmente penso em Conclusões/Considerações finais como a expressão “E daí?” ou então “Quais são as ideias chaves que eu posso trazer do seu estudo para aplicar na minha área de conhecimento?”.

Fonte: LearnerAssociates